Como alugar um apartamento em Nova York, pelo Airbnb

O aluguel de casas e apartamentos tem se tornado cada vez mais frequentes em viagens, tanto para nós Brasileiros, quanto para estrangeiros. Dependendo da situação, um apartamento ou uma casa é muito mais em conta que um Hotel. Claro que o Hotel tem toda aquela comodidade de ter toalhas limpas de tanto em tanto tempo, ou até mesmo todo dia, para aqueles que assim preferir, lençóis limpos, sem precisar ir a alguma lavandeira, além dos serviços de limpeza e conservação diária do quarto.
Entretanto, Nova York tem hospedagens bem caras! Especialmente se você optar por hospedar em Manhattan! Como ficaríamos um mês em Nova York, seria praticamente impossível se hospedar em um Hotel! Assim, veio a ideia de alugar um apartamento. Mas onde alugar?
Chegamos a olhar na imobiliária Urban Living. Fizemos várias cotações, e ao final, com a taxa da administração da imobiliária, ficava bem mais caro. E também, não conhecíamos ninguém que já tinha alugado por esta empresa (no fundo ficamos com receio). Mas a atendente Fabrice, sempre foi muito gentil, e nos respondia com muita atenção e rapidez. Mas financeiramente não valia a pena, pelo menos, naquela época.
E, por outro lado, muitas pessoas que conhecemos já alugaram imóveis pela Airbnb, e nenhum deles teve algum problema. Mas apesar disso, o Airbnb está meio abalado em NY, e alguns prédios não estão aceitando hóspedes do site. Inclusive, tivemos a maior sorte com isto, pois nosso primeiro anfitrião teve que cancelar a reserva, uma vez que o prédio passou a não aceitar hóspedes do Airbnb. Ele nos pagou uma multa pelo cancelamento de quase 500 dólares, e o nosso pagamento foi integralmente estornado no Cartão de Crédito, além da multa.
Como funciona? 
Você pode fazer a pesquisa antes de se cadastrar. Mas, nós já cadastramos de imediato. Então, supondo que você cadastrará primeiro, entre no site, faça o cadastro pelo Facebook, Google ou email (nós fizemos o cadastro pelo próprio Facebook, que já contem a maioria das informações que solicitam). Depois, faça a pesquisa incluindo o local, datas e quantidade de hóspedes.
Quando digitar os dados para pesquisa, abrirá uma tela conforme anexado abaixo, onde você poderá alterar os dados básicos da pesquisa, ou criar filtros, escolher o idioma e moeda para sua pesquisa.
Depois de escolhido o imóvel, você pode solicitar informações ou solicitar a reserva do imóvel, quando o Anfitrião (nome dado ao proprietário do imóvel) aceitará ou não seu pedido. Caso a reserva seja aceita, você deverá efetuar o pagamento do valor cobrado.
Veja o exemplo:

 

 

O pagamento é feito através de cartão de crédito, em uma única parcela, cuja qual será debitada em sua fatura após fechamento da mesma (é como uma compra normal). Você ainda deverá validar sua identidade, ou seja, deverá digitalizar seu passaporte e anexar ao site. Obs.: é tudo muito sério e seguro, e o Airbnb preza muito a confiança e segurança do sistema. 
Depois de confirmado o pagamento, você receberá um email confirmando a reserva. E caso seja necessário o cancelamento, aquele que o solicitar arcará com o pagamento de uma multa.
E então, você pode conversar normalmente com o Anfitrião, que te passará todas as informações sobre sua reserva.
Ai você pensa: “mas se já paguei, quem garante que vou chegar lá e encontrar o imóvel à disposição?” Pois bem! Agora vem o mais legal de alugar um imóvel pelo Airbnb: você paga, e o pagamento permanece retido até 24 horas depois do seu check in, quando é repassado ao anfitrião.
Cuidado básico ao alugar um apartamento:
– O primeiro ponto essencial para alugar um imóvel em Nova York é observar se o local é seguro. Geralmente eles não informam o endereço preciso do local, por questões de segurança. Mas você conseguirá olhar próximo à região.
Quais são as regiões que valem a pena procurar? Manhattan, Brooklyn e Queens. Apesar de Staten Island ser uma região maravilhosa, que será objeto de um post exclusivo, não acho recomendado se hospedar lá, apenas pela questão de ter que atravessar de Ferry Boat todas vezes que quiser ir a Manhattan. Quanto ao Bronx, realmente não temos certeza da segurança para aluguel de imóveis. Ao contrário, uma amiga que mora em Nova York comentou que o Bronx é só para visita ao zoológico e alguns museus.
Fora da região de Nova York você pode se hospedar em New Jersey, que está a poucos minutos de metrô de Manhattan, e é uma região bem mais em conta.
Brooklyn, Harlem (que fica em Manhattan) e especialmente o Queens é bem mais barato que aquele miolo turístico de Nova York (próximo a Times Square). E, claro, tudo dependerá do seu orçamento. Mas para ter ideia, Soho, West Village, Tribeca é bem caro!
– A maioria dos apartamentos/imóveis não tem estacionamento. E estacionamento é algo bem caro em Nova York! Devolvemos o carro que alugamos no dia que chegamos na Cidade, porque dirigir por lá é caótico, devido ao trânsito intenso, não é vantajoso financeiramente, e você pode fazer tudo através de um dos metrôs mais eficaz do mundo!
– Leia todas as descrições do imóvel! Certifique-se de que é realmente o que deseja, porque há uma diferença gritante entre apartamento inteiro e quarto, já que o quarto você pode ficar junto com a família, o que diminuiria sua privacidade. Veja como é a questão do banheiro, se é privado ou compartilhado, se a região próxima ao local onde esteja situado o imóvel tem supermercado, lavanderia, cafeteria, especialmente, estação de metrô. Tente pesquisar se o local é de muito movimento, se é barulhento, ou mais calmo, e se tiver dúvidas, pergunte ao Anfitrião.
– Depois de ter a certeza de que o imóvel lhe atenda, veja os comentários a respeito do Anfitrião e imóvel. Isso é bem importante! Apesar de que um imóvel pode ser ótimo, ter acabado de entrar para o sistema dos aluguéis, e ainda não ter sido alugado, logo, não terá comentários. Mas é muito mais seguro quando você ouve comentários sinceros de outros hóspedes.
O nosso Anfitrião, já tinha vários comentários positivos, e continua aumentando os comentários favoráveis para a locação de seus imóveis (14 comentários até a data deste post).
Sobre o nosso apartamento:
Nas duas vezes anteriores que visitamos Nova York, ficamos hospedados em um Hotel a duas quadras da Times Square e outro Hotel no Brooklyn. Desta vez, achamos bastante atraente uma hospedagem que encontramos no Harlem. E depois de ler sobre este antigo bairro da cidade, decidimos nos hospedar no Harlem.
Nosso apartamento estava localizado a uma quadra de uma das principais estações de metrô do Harlem, e da Lenox Avenue, a avenida principal do bairro. Área super movimentada, com supermercados, pequenos mercadinhos, mercado de peixes e frutos do mar tudo fresquinho (nosso melhor programa era comprar camarões frescos e degustá-lo com um bom vinho a noite), lavanderias e loja de bebidas, a menos de duas quadras do apartamento.

 

Apesar de ser uma acomodação pequena, foi e é ideal para um casal durante um mês, e tinha tudo que a gente precisava, como fogão, geladeira, internet rápida, televisão com muitos canais, banheiro com uma ducha ótima, sofá, uma pequena bancada para refeições, uma mesa para computador, aquecedor e ar condicionado, além de utensílios de cozinha, roupas de cama e banho.
O prédio é bastante antigo, por isso não tem elevador. Você precisará subir dois andares de escada de uns dez degraus ou mais cada.
A portaria é bem segura e contem duas portas de vidro que fecham e para abrir por fora somente com chave.
Por 31 dias de hospedagem, pagamos US$ 2413 (valor do dia 31 de dezembro/14 a 31 de janeiro/15). Neste valor já estava incluso gás, energia elétrica, TV a cabo, internet, limpeza antes do check in e depois do check out, além de todos os impostos. Como se percebe, o valor do aluguel de um apartamento pode ficar bem abaixo de uma hospedagem de no mínimo US$ 150 a diária, que daria em torno de 5mil dólares, em um mês.
Uns três dias antes do nosso check in, o Anfitrião nos passou um email com todas as informações necessárias para nossa hospedagem, além de três contatos para emergências: o dele, de um morador do prédio e de um terceiro que auxilia na administração dos apartamentos. Mas todas as mensagens que enviamos via WhatsApp foram respondidas em tempo razoável, algumas delas, de forma instantânea.
Para entregar a chave do imóvel, não nos encontramos. Ele as deixou em uma caixa com código em frente a entrada do prédio. Foi tudo muito seguro e rápido.
Seguem as fotos dos três ambientes do nosso apartamento (cozinha americana, quarto e banheiro) considerado como apartamento “studio”, que teve alguns pontos reformados recentemente, como a cozinha e o banheiro. Ele acomoda até três pessoas.
Cozinha com utensílios: tem algumas panelas, pratos, talheres, copos, taças. Tudo em pouca quantidade, mas foi essencial!

 

 

A cozinha é estilo americana, ou seja, integrada com uma pequena sala de estar. Tinha sofá, ar condicionado, aquecedor, além de uma mesa pequena para ser usada com escritório.

 

 

 

 

 

 

O quarto possui um cama de casal, uma pequena mesa, um puf, televisão sobre um pequeno armário, aquecedor, guarda-roupa embutido bem pequeno, e um espaço onde colocamos as malas (diga-se 4 grandes malas!).

 

 

 

 

Banheiro reformado, com uma ducha incrível!

 

 

 

A vista da janela:

 

Como viram, o apartamento tinha tudo! Só compramos produtos de limpeza, alguns copos descartáveis (usava no dia-a-dia por ser mais prático), papel-toalha (que é barato e muito utilizado por lá), além dos nossos mantimentos e produtos de higiene.
Nota: não há ninguém que faça a limpeza do espaço durante sua estadia. São os próprios hóspedes que devem manter o local arrumado e limpo.
No momento do check in, confira todos os itens, e se possui algo com defeito ou quebrado. Se possível fotografe para se resguardar, e comunique imediatamente ao Anfitrião. Ao final de sua estadia, apesar de conter taxa de limpeza, é bom deixar o local limpo, levar os lixos, repor ou avisar sobre alguma coisa quebrada. Lembre-se: assim como você faz comentário sobre a hospedagem e anfitrião, eles também vão fazer de você. E receber um comentário como recebemos, definitivamente não tem preço:
Os únicos dois pontos negativos da hospedagem: as escadas do prédio não são muito limpas. Então, tem um cheiro meio estranho que você só sente ao subir e descer as escadas. O aquecedor é antigo, e tivemos um pouco de dificuldade para manuseá-lo.
Se alguém tiver interesse em alugar um imóvel em Nova York para temporada, recomendamos este apartamento, e com certeza ficaremos nele novamente, em outra oportunidade!
Para saber mais detalhes sobre o imóvel acesse este link, e para dúvidas sobre o Airbnb acesse este link.
Se tiver alguma dica de hospedagem, compartilha conosco! E se fecharem a hospedagem com o Daniel, não deixe de dizer que fomos nós quem recomendamos!

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

3 thoughts on “Como alugar um apartamento em Nova York, pelo Airbnb

  • 5 de junho de 2015 em 13:42
    Permalink

    Já aluguei apê pelo Air Bnbn duas vezes, é realmente pratico e muito bom, tanto se estiver sozinho, como em galera (que foram meus casos), muito prático.

    Resposta
  • 5 de junho de 2015 em 13:41
    Permalink

    Já aluguei apê pelo Air Bnbn duas vezes, é realmente pratico e muito bom, tanto se estiver sozinho, como em galera (que foram meus casos), muito prático.

    Resposta
  • 5 de junho de 2015 em 13:41
    Permalink

    Já aluguei apê pelo Air Bnbn duas vezes, é realmente pratico e muito bom, tanto se estiver sozinho, como em galera (que foram meus casos), muito prático.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »