Dicas gerais sobre Barbados, um verdadeiro paraíso Caribenho!

Carlisle Bay, Barbados.

Acabamos de voltar de duas viagens incríveis: uma por um paraíso caribenho (Barbados) e outra por um paraíso brasileiro (Bonito/MS). Ainda estamos encantados com tudo o que vimos, e a partir de agora, começamos a confeccionar e a publicar os posts. Sei que tem muita viagem passada que ainda não foi postada, mas infelizmente temos conseguido trabalhar com o blog somente nas escassas horas vagas, por isso estamos bem atrasados. Mas nos próximos dias, vamos fazer um grande esforço e todas as viagens anteriores serão postadas.

Antes de começar as dicas sobre o destino, vamos fazer uma pergunta:Porquê vale a pena visitar Barbados? 

1) Possui Voo direto a partir de São Paulo (em torno de 5h30);
2) Não precisa de Visto, somente passaporte válido e Vacina contra Febre Amarela;
3) Barbados possui praias para todos os gostos, uma vez que a ilha é banhada de um lado pelo Mar Caribenho e, de outro, pelo Oceano Atlântico.
4 ) A ilha é Duty Free.Informações Gerais sobre Barbados:Barbados é a mais oriental das Ilhas Caribenhas, conforme se vê do mapa abaixo, e por este motivo está praticamente fora da rota dos furaçõesf:

Capital: Bridgetown.
Extensão da ilha: 34 km de cumprimento por 23 km de largura, em um total de 432 km² de área.

Fuso Horário: -1 hora, em relação ao horário de Brasília.
Idioma: Inglês e Bajan.
Religião: Predominantemente Anglicana. Mas existem muitas outras religiões praticadas de forma harmônica na Ilha.
Moeda: Dólar Barbadiano, entretanto, o Dólar Americano é aceito normalmente. Já tem bastante tempo que a cotação é 2×1 (dois Dólares Barbadianos, para um Dólar Americano). Você verá o quanto natural o uso de Dólar Americano por lá. Não se esqueça de perguntar se o preço é em Barbadiano ou Americano, mas quase sempre é em Barbadianos. E mesmo se você pegar em Dólares Americanos, eles voltarão o troco, se houver, em Barbadiano.
Cartão de Crédito: a maioria dos lugares da Ilha aceita cartões de crédito Visa e Master. Dinners e Amex são menos aceitos.
Gorjetas: é usual deixar de 10 a 15% de gorjeta, mesmo não estando incluído na conta. Você vai observar que no final dos passeios, ou de algum transfer do Hotel, sempre tem uma cestinha ou caixinha para Tips!
Roupa de banho em Praias: geralmente, os homens usam bermuda. Ninguém se importa se você usar sunga, mas somente informamos para não chegar lá, ver todo mundo de bermuda e achar estranho. Não vimos nenhum Top-Less também!
A Ilha é Duty Free.
Tomada: mesmo plug de tomada USA. Então leve um adaptador para não ter que comprar um quando chegar lá!

Comida típica: Flying Fish, além de peixes e frutos do mar. A comida também é bastante apimentada. E sinto em dizer que mesmo você perguntando se tem pimenta e eles respondendo que não, a comida vem com pimenta. Você tem que falar que, por exemplo, é alérgico, ou confirme se tem “pepper” ou “spicy”. Spicy pode ser tanto temperado, quanto apimentado.

Mas em geral, a comida é bastante saborosa!

Bebida Típica: Rum! Especialmente o Rum Punch! Em todos os passeios, o Rum Punch é servido! E é quase uma desfeita para os Bajans (quem nasce em Barbados) você não aceitar.

Qual a melhor época para visitar Barbados? Barbados tem boas temperaturas praticamente o ano inteiro, ficando quase sempre entre 21 a 31 graus. Os melhores meses para conhecer a ilha é de dezembro a maio, que são os meses secos. Mas o que já observamos nas 8 ilhas caribenhas que já visitamos é que sempre tem umas chuvas que acontecem de repente.

Quanto tempo ficar? Por enquanto, ainda inexistem voos de outras companhias aéreas saindo do Brasil, a não ser a Gol Linhas Aéreas (ver de São Paulo-Guarulhos para Bridgetown-Barbados), que sai aos sábados, na parte da manhã, e volta aos domingos, também na parte da manhã. E assim, obrigatoriamente, você ficará 8 dias. Existem outras possibilidades de voo passando por Miami, mas podem ficar bem mais caros!

A Gol oferece duas refeições a bordo, sendo um sanduíche frio e um prato quente, ou uma massa ou uma carne + acompanhamento, além de uma pão, sobremesa e bebida.

Tentamos descobrir um melhor lado para os assentos no voo, viabilizando fotos, mas ambos os lados dá para registrar boas fotos.

Durante a chegada, do lado esquerdo.

 

Durante a saída, também do lado esquerdo.

Mão de direção: por ser uma Ilha de colonização Britânica, tendo sua Independência declarada somente em 1966, mas mantidos alguns costumes, como a mão de direção é inglesa. No começo, pensamos que seria difícil. Mas nosso cérebro tem o poder de acostumar muito rápido com esta alteração, e no máximo em 10 minutos, você já estará condicionado. O chato é apenas fazer baliza do lado esquerdo.

Alugar carro: imprescindível! Apesar da ilha ter transporte público (BB$ 2) bem eficiente para todos os lugares que se possa imaginar, são ônibus mais antigos, sem ar-condicionado, o que pode ser bem incômodo naquele calor todo! Tem também algumas vans/bestas/peruas que oferecem o transporte pela ilha. Mas o ideal é o aluguel de carro, pois ficará muito mais fácil você se locomover, mais cômodo, além de que você terá muito mais liberdade nossos passeios.

Então você pode pensar que é uma pequena fortuna alugar um veículo em Barbados. Sim, se você consultar nestas empresas que costumamos reservar carros no exterior.

Mas nós reservamos um carro simples, com ar condicionado, na Drive-A-Matic Car Rentals, que é uma empresa local da Ilha, que é muito mais barato! Para 8 dias, em Barbados, ficou em menos de 350 Dólares Americanos.

E como retirar o carro quando chegar lá? Logo que você desembarcar no Grantley Adams Aiport International, de Barbados, com a reserva em mãos é só deslocar-se à loja que fica logo na saída do aeroporto e confirmar sua reserva. Eles pedirão sua Carteira Nacional de Habilitação – CNH, e será emitida uma Licença para conduzir veículos na Ilha, que você deverá portar juntamente com seu passaporte.

Você verá que é tudo muito prático e rápido! E no momento da entrega do carro, eles te falam brevemente sobre a mão-inglesa.

Onde se hospedar em Barbados? 

Quando estiver pesquisando hospedagens em Barbados, verá que tem muitas opções, mas ao mesmo tempo poucas que chamam atenção, o que tornará uma grande tarefa reservar um hotel!

The Crane – Resort

Ficamos hospedados no The Crane Resort que é, sem dúvida, uma das melhores opções da ilha, tanto para casais, especialmente em lua-de-mel, quanto para famílias com crianças. Depois de circularmos em Barbados, observarmos vários hotéis, e conversarmos com outros Brasileiros sobre hospedagens, tivemos a certeza de que estávamos em um excelente hotel!

Por tudo o que o hotel oferece, como tipo de quarto/residência, área de lazer, restaurantes e bares, além de localização privilegiada na Crane Beach, que foi eleita uma das melhores praias do Caribe de 2015, pelo 10Best.

Falaremos no próximo post detalhadamente sobre o The Crane, mas aproveitem para assistir ao vídeo abaixo:

Agradecemos ao The Crane pelo convite para nos hospedar no Hotel e ao Visite Barbados por todo apoio.

*** Veja sobre nossa Hospedagem aqui.

 

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

7 comentários em “Dicas gerais sobre Barbados, um verdadeiro paraíso Caribenho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Content is protected !!