Como visitar os Guerreiros de Terracota (Terracotta Army) – Xian, China

Xian foi a terceira cidade da nossa viagem à China. E o principal objetivo de visitarmos a cidade foi para ver de perto o Exército de Terracota (ou Guerreiros de Terracota, ou ainda Terracotta Army, como também é conhecido). Trata-se de uma das mais importantes descobertas arqueológicas do século XX, além de atrair milhares de visitantes (turistas e chineses) por ano!

Quando confeccionamos o roteiro, estabelecemos dois dias na cidade, sendo que um deles era para conhecer o Exército de Terracota, e outro para conhecer a cidade de Xian, que também possui atrações bem interessantes. Ocorre que, por um equívoco, adquirimos as passagens de avião Xian/Guilin com a data errada, e só descobrimos isso quando chegamos em Xian. Como estávamos em pleno Ano Novo Chinês, e a maioria das passagens estavam esgotadas, passamos quase que o restante do dia tentando resolver esta situação. Quando resolvemos, já era tarde e então só demos uma volta nos arredores do hotel para ver um pouco da cidade.

Mas se você tiver disponibilidade, tente separar pelo menos dois dias inteiros para visitar a cidade, vai ser bem bacana e você vai adorar!

Exército de Terracota, Xian: os soldados feitos de argila para guardarem o mausoléu do Primeiro Imperador da China

História sobre o Exército de Terracota:

Por volta do ano 246 a.C., um Imperador muito jovem (com apenas 13 anos) assumiu seu trono, e mais tarde, famoso por unificar a China, ficou conhecido como o Imperador Qin (Qin Shi Huang Di) ou o Primeiro Imperador da China. Mas preocupado como seria sua vida pós-morte, começou a preparar o seu mausoléu que demorou cerca de 11 anos para ser concluído.

E assim, em 210 a.C., foi enterrado em seu Mausoléu localizado a poucos quilômetros da atual cidade de Xian, capital da Província de Shaanxi, onde é estimado que exista muito tesouro do antigo Imperador (talvez todo o seu tesouro!). Mas há uma grande discussão entre os arqueólogos, historiadores e especialistas se o Mausoléu deve ser aberto ou continuar lacrado, apesar de muita curiosidade e especulações sobre o que tem em seu interior.

De um lado, acreditam que as condições de hoje e ausência do conhecimento de como era a técnica de preservação daquela época, todo o tesouro pode ser perdido. Por outro lado, há uma lenda que deixa os chineses temerosos da abertura da tumba: o espírito do Imperador ser libertado e as consequências disso para a sociedade. Assim, ela permanece, por enquanto e por prazo indeterminado, lacrada e todos curiosos com o seu interior. Bem, vamos deixar o Imperador descansar em paz!

Entretanto, como se não bastasse todo este mistério acerca do interior da tumba do Imperador Qin, em 1974, um grupo de trabalhadores que cavava um poço na região (em torno de 1.500 metros do Mausoléu de Qin) descobriu o maior sítio arqueológico do século XX: soldados feitos de argila, em tamanho real, cada um com uma fisionomia (alguns ainda com um pouco de tinta), além de cavalos, armas, espadas, todos apostos como se fosse para uma batalha! Um espetáculo da história, bem ali, intactos, depois de tantos anos!

Apesar de nem tudo ainda ter sido escavado, e já terem contado mais de 7.000 soldados, arqueólogos estimam que o local abriga em torno de 8.000 soldados!

Como chegar no Exército de Terracota:

Enquanto preparávamos o roteiro, vimos vários relatos de que era bem fácil visitar o Museu dos Guerreiros de Terracota através do transporte público de Xian. E realmente! Foi bem tranquilo e não tivemos qualquer problema!

O Museu do Exército de Terracota está localizado a 43,4 km do centro de Xian, conforme mapa abaixo.

Os ônibus partem da estação de trem de Xian (Xian Railway Station), e chegando lá, você não precisa entrar na estação para comprar os tickets nem procurar pelos ônibus. Você paga diretamente nos ônibus, que estão localizados à direita da Muralha que corta a cidade, que, por sua vez, está localizada em frente à Estação de Trem. Logo que você avistar um guichê de serviço de atendimento ao turista, antes dele, você vira à direita (veja fotos abaixo):

Imagem do Google Maps: Estação de Trem de Xian vista de frente
Imagem Google Maps: Entrada da estação vista do lado contrário, antes do Muro e do Guichê de Informações, entre à direita. (Na foto é à esquerda depois do guichê).

Então, avistou a estação, viu a Muralha, viu o guichê de informações turísticas, observe se há uma placa como na abaixo, e então, é só seguir à direita e direto, até onde ficam alguns ônibus estacionados.

Placa informativa sobre os locais turísticos e as linhas de ônibus que fazem a rota

Para visitar o Museu dos Guerreiros de Terracota (Museum of Qin Terracotta Warrios and Horses), pegue qualquer uma das linhas 914, 915 ou 5 (306). Nós tiramos uma foto desta placa, para qualquer inconveniente, e mostramos para alguns chineses que estavam próximos aos ônibus. Então, eles indicaram qual era o ônibus que estava saindo naquela hora, entramos, mostrei novamente para a cobradora o nome do Museu (eles não falam nada em inglês, tudo na base de apontar e contar com a boa vontade!), e ela fez um sinal de joia.

O percurso da estação de trem de Xian até o Museu dos Guerreiros de Terracota dura cerca de uma hora, e a passagem custou 7 CNY por pessoa. Logo que chegou ao ponto do Museu, a cobradora nos avisou e descemos do ônibus. Se não estamos enganados, é o ponto final da linha.

Não se esqueça de observamos o lugar que você desceu para ficar fácil na hora de voltar.

Há outras formas para ir até o Museu, como pegar um táxi (em torno de 200 CNY), ou contratar empresas que realizam o passeio como a Travel China Guide. O passeio custa em torno de 69 CNY e dura o dia todo.

Depois que descemos do ônibus, seguimos para a bilheteria que estava lotada! Mas colocando em prática a cultura chinesa, fomos nos infiltrando na fila furando fila sem nenhuma vergonha, e na nossa vez de comprar o bilhete, um chinês fura a fila e compra na nossa frente! Super normal! Nem ficamos com raiva! 🙂

O valor do ticket para visitar o Museu dos Guerreiros de Terracota é 120 CNY, de 01 de dezembro até o fim de fevereiro, e 150 CNY de 01 de março a 30 de novembro. No inverno, os tickets de atrações na China são mais baratos.

Bilheteria para visitar o Museu dos Guerreiros de Terracota

Esquecemos de contar que estava nevando no dia da nossa visita ao Museu, que foi em fevereiro de 2016, durante o inverno chinês.

Fábio, Marcelo, Alessandra e eu

O Museu dos Guerreiros de Terracota é dividido em três principais partes, que eles chamam de Pit 1, Pit 2 e Pit 3. Mas ainda possui um anexo de exibição dos carros (carruagens) e cavalos, além de um anexo de exibição das armas, conforme mapa abaixo:

Fonte: Top China Travel
Entrada do Museu dos Guerreiros de Terracota

P1: é o maior de todos os sítios, com 38 fileiras, sendo que desenterraram aproximadamente 6.000 soldados. A parte da frente é composta pelos soldados e a parte ao fundo dos carros (carruagens). Historiadores acreditam que seja o próprio exército de Qinshihuang.

O maior pavilhão com cerca de 6 mil soldados, sendo que mil estão à mostra, e os outros tantos ainda para restauração.

A restauração de cada soldado encontrado dura cerca de 6 meses! É um processo lento e delicado!

Guerreiros de Terracota
Mais detalhes dos Guerreiros de Terracota
Inacreditável estar ali!

Pit 2: trata-se de uma escavação mais lenta, pois alguns dos soldados são coloridos (diferente dos primeiros que são todos cinzas), e ainda não encontraram uma forma de não prejudicá-los. Acredita-se que é uma tropa especial.

Ainda em processo de escavação

Ainda há uma exibição de alguns dos soldados, em que é possível observar os detalhes de cada um deles. Lembrando que cada soldado é único, já que o Imperador mandava construir uma estátua para cada um de seus soldados.

Soldado de Terracota visto de perto
Mais um soldado com seu cavalo
Soldado de Terracota

Já no Pit 3, bem menor, encontram-se 68 soldados que acreditam ser de um comando militar.

Imagine a riqueza cultural do povo chinês depois de visitar este Museu com peças feitas há mais de 2.000 anos! E o detalhe que mais impressiona é que não se trata de qualquer peça ou objeto: trata-se de um exército inteiramente enterrado junto com seu Imperador.

Mas por quê Qin construiu o Exército de Terracota (ou os Guerreiros de Terracota)? Por que ele acreditava que estes soldados poderiam garantir seu poder, seu tesouro e sua segurança eternamente!

Depois da saída do museu, tem uma parte com um calçadão com várias lojinhas de souvenirs, produtos tipicamente chineses, além de algumas barraquinhas de comida. Mas no Museu tem restaurante (uma espécie de lanchonete) com café, capuccino, chocolate quente, biscoitos, chocolates, sorvetes…

Informações adicionais do Museum of Qin Terracotta Warriors and Horses:

  • Horário de Funcionamento: 16 de Março a 15 de Novembro: 08:30h às 18:00h (bilheteria fecha às 17h) / 16 de novembro a 15 de março: 08:30h às 17:30h (bilheteria fecha às 16:30h)
  • Valor dos tickets: 1 de março a 30 de novembro: 150 CNY / 01 de dezembro a último dia de fevereiro: 120 CNY
  • Site Oficial, clique AQUI (mas está em Mandarim).
  • Como chegar: ônibus 914, 915 e 5(306). Observe o último horário do ônibus que sai do Museu para Xian, às 19h.

Em Xian, não deixe de visitar:

  • City Wall (Muralha da Cidade);
  • Bell Tower (Torre do Sino);
  • Mulin Quarter (Quarteirão Árabe);
  • Big Wild Goose Pagoda;
  • Qin Shin Huang Mausoléu.
  • Xian Bar Street: uma rua ótima cheia de bares, pubs e restaurantes.

Sugestões de Hospedagem em Xian: Hotel Ibis Xi’an Heping ou Sofitel Legend People ‘s Grand Hotel Xi’an.

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

4 comentários em “Como visitar os Guerreiros de Terracota (Terracotta Army) – Xian, China

  • 2 de outubro de 2017 em 15:25
    Permalink

    Olá, achei seu post bem bacana!

    Irei na mesma época, estou bem animada!

    Gostei bastante dos seus posts porque eles são bem detalhados e , principalmente, fala os preços e os horários, no qual falta em alguns blogs.

    Obrigada pelo compartilhamento!

    Resposta
    • 9 de outubro de 2017 em 14:51
      Permalink

      Que bom que gostou do post, Brenda!
      A gente fica feliz em saber que ajuda de alguma forma!
      🙂

      Resposta
  • 18 de setembro de 2017 em 10:48
    Permalink

    Obrigado pelas dicas. Quero ir à China em Abril de 2018. Vcs foram sozinhos sem excursão. Eu não gosto de ir de excursão, estou arrumando tudo com mais dois amigos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Content is protected !!