Conhecendo o Busch Gardens, o parque desgrudado do Complexo Orlando


Estou em êxtase! Enfim, nosso Visto foi deferido, e agora posso finalizar o roteiro e reservas de Hotéis! Não penso em outra coisa a não ser nessa próxima viagem! Acho que vou deixar de surpresa para vocês, e postar uma foto de cada uma das cidades que estiver, em tempo real! Estilo Drieverywhere, ao vivo! Rssss…. Brincadeiras à parte, quero contar todos os detalhes do Visto para vocês, e indicar minha super agente de viagem que me auxiliou em tudo. Mas depois….. depois….. 
Bom, voltando na viagem em 2010, quando conhecemos o complexo dos Parques da Walt Disney World, em Orlando, além dos Parques do complexo Universal Studios. Os preparativos para uma viagem a Disney já falei aqui (vale a pena ler de novo!). Da primeira vez que fomos, conhecemos o Magic Kingdom, Hollywood Studios e Epcot (Walt Disney World), Universal Studios e Island Adventure (Universal Studios) e SeaWorld.
Nesta viagem, não conhecemos o Animal Kingdom porque é um parque bem extenso, e não tínhamos tempos suficiente para visitá-lo, já que é recomendado pelo menos um dia inteiro para conhecê-lo. 
Da nossa última viagem a Orlando, escolhemos novamente o Universal Studios (nós adoramos os parques da Universal), e o Busch Gardens, que fica deslocado de Orlando, na cidade de Tampa, ainda na Florida.

Como chegar                                                                                                                            

De Orlando, ele está a aproximadamente 84milhas, em torno de 2 horas de carro, em uma estrada, como sempre, perfeita, na qual possibilita ida-volta no mesmo dia, para aqueles que estão hospedados em Orlando.

Onde se Hospedar?                                                                                                                    

Como contei aqui, ficamos hospedados em um hotel da rede de hotéis Red Roof Inn, maiores detalhes veja o post aqui.

Sobre o Parque Busch Gardens                                                                                                

Quando o parque foi criado, em 1959, ele era uma espécie de zoológico, com a intenção de ensinar aos seus visitantes sobre a proteção da vida selvagem. E depois disso, foram acrescentando montanhas russas, lojas, restaurantes, e outras atrações. O Busch Gardens é um excelente e exótico encontro com o mundo africano, com aproximadamente dois mil animais, e, sinceramente, achamos um dos parques mais radicais do complexo.

Ingressos:                                                                                                                                 

Há quem gosta de adquirir os ingressos daqui do Brasil, e não abre mão! Mas desta vez, preferimos comprar lá e não tivemos qualquer estresse! Logo na entrada do parque, vários guichês/caixas eletrônicos, como na foto abaixo, disponibilizam a compra dos ingressos. É muito fácil, rápido e prático!

Recentemente (nem tanto), eles disponibilizam a compra dos tickets pela internet, através do site www.orlandoticketsonline.com.br, acesse aqui. Também de forma prática e segura. Uma amiga adquiriu do site, e não teve qualquer problema para retirar os ingressos, que deve ser feito no escritório da empresa em Orlando, na International Drive.

 Os valores dos ingressos sofreram reajustes em dezembro de 2012. E atualmente, os ingressos de um dia para o Busch Gardens está a partir de  81,60 dólares, para adultos, e a partir de 72,00 dólares para crianças. Pelo site, há a possibilidade de realizar o pagamento através de boleto bancário e de cartão de crédito. Na segunda hipótese sofre um pequeno reajuste.

Atrações Imperdíveis no Busch Gardens                                                                                                                            

Um lugar lindo! Com inúmeras atrações, e excelente lugar para ir com crianças. Dizem que o Busch Gardens é o parque dos pequenos! Será?

Uma das belíssimas atrações do local, é o Flamingo Island, com inúmeros Flamingos esbanjando sua beleza. Vale um passeio descompromissado. Admirando a natureza, e ingressando no ritmo do parque, que objetiva a interação do visitante com os animais.

Outra área muito interessante, que merece ser visitada é a dos Cangurus, Walkabout Way, um caminho divertido onde há a possibilidade de alimentá-los (mas as comidinhas fornecidas pelo parque!), brincar e tocá-los! Existem outros animais Australianos, mas os Cangurus…. atração predileta dos pequenos! O cheiro é meio estranho, mas eles são fofos! 

Criança adora água! E no Bert & Ernies Watering Birdie, você pode dar uma paradinha e levá-los para se refrescarem nos dias de sol e calor. São jatos de água, géisers e muita água! (Só passamos por lá… é claro que os grandões aqui não se divertiram nestas bandas, mas é bem bacana para quem estiver com crianças).

Ao fundo da foto ao lado, observa-se a imponência da Sheikra!

Aproveitando, Sheikra fica no Stanleyville, e é a mais radical de todas as montanhas russas que já experimentamos. Para começar, e a adrenalina ir a mil, bem em nosso momento, o brinquedo entrou em manutenção. E por cerca de 30 a 40 minutos, os carrinhos seguiam sozinhos, em toda velocidade, para testar e atestar nossa segurança! E na hora que chegou a nossa vez….. bem, eu já nem sabia se era um aviso de Deus, e se realmente animaria realizar o passeio. Sheikra é construída bem nas ruínas de uma civilização africana, ela nos eleva a 61 metros, para nos soltar em uma queda livre de 90 graus, a mais de 110 km/h! E tem aquela famosa “paradinha”, para você sentir o abismo que vai cair, e carregar a energia para gritar muito! Eu realmente gritei muito! A dica é esperar na fila da primeira fileira. Emocionante e a sensação de desespero é muito maior! Rss….

Dizem que Sheikra é a única deste estilo nas Américas e a terceira no mundo, mas as outras duas não a atingem em altura e velocidade! Atração imperdível! Ir em Tampa, no Busch Gardens e não ir na Sheikra é como ir a Roma e não ver o Papa!

A foto está muito ruim! Mas acho que dá para ver a minha cara de desespero!

Outra atração imperdível é a Montu, que reproduz em um cenário do Egito Antigo! Fantástico! A boa da vez são os famosos “loopings” em velocidades superiores a 96km/h, que dura os intermináveis 3 minutos, mais longos da sua vida!

Completando a sensação de loucura, experimente a Kumba, no conceito de alguns a melhor, você vai fazer inúmeros “loopings” radicais, além de giros de 360 graus, caindo de alturas de 40 metros. Eu não tirei fotos, porque realmente não me senti bem depois da experiência. Tem que ser para aqueles que não tem problemas com enjoos, e pode viver a vida de cabeça para baixo sem qualquer problema! Vá lá! Vai adorar!

Um dos passeios que também achei super bacana foi o no Congo Train Station. Trata-se de um passeio de trem por uma área gigantesca, com paradas em três estações, ao todo, e uma possibilidade de se sentir bem próximo dos animais. Você não pode descer do trem, e caminhar na área, mas como os vagões são abertos, tem-se a sensação de uma caminhada ou um safari! Muito legal! Vale a pena conferir!

Outro passeio bacana, para quem gosta de atrações com água, é o Congo River Rapids, que é um passeio de botes para até 12 pessoas, em corredeiros turbulentas. Como não sou muito fã de ficar molhada, passei longe! Mas todos que foram, amaram!

Para saber sobre mais atrações do Parque, acesse aqui. Reserve um dia para o passeio, vá com roupas confortáveis, e divirta-se!

Onde comer?                                                                                                                            

O Busch Gardens conta com mais de 10 restaurantes distribuídos por todo o parque. Você pode escolher entre muitas variedades! Mas tente experimentar o famoso Turkey Legs (em torno de 14 dólares , que é nada mais, nada menos, que uma coxa de peru defumada! É muito saboroso, mas é um almoço! Lembre-se disso!

Confira algumas fotinhos do nosso dia em Tampa, no Parque Busch Gardens!

Espero que tenham gostado da postagem! Voltarei com os relatos dos outros parques, só depois de finalizar as últimas viagens.

Até lá.

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

6 thoughts on “Conhecendo o Busch Gardens, o parque desgrudado do Complexo Orlando

  • 22 de fevereiro de 2013 em 00:47
    Permalink

    Querida Fabi,
    Suas dicas são simplesmente MARAVILHOSAS e super ÚTEIS!!! Copiei as suas dicas… Muito obrigada por compartilhar…
    Grande beijo, Irene

    Resposta
    • 22 de fevereiro de 2013 em 00:08
      Permalink

      Kate, vc é uma heroína por ter feito aquele diário da Europa em tempo real.
      Eu não animo não! Só estilo Dri mesmo…. tipo…. ao vivo de…….. rss…. Ainda mais que vai ser bemmmmmmmmm puxado!

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2013 em 21:59
    Permalink

    Oi, Fabi,

    Vocês são turistas profissionais, tenho muito o que aprender com vocês, rsrs. Bacana demais este post sobre o Busch Gardens, eu nunca desejei conhecer parques e coisas ligadas à Disneyworld, por achar que são coisas para crianças, mas o seu entusiasmo está me contagiando, viu? rsrs. A Turkey leg me lembrou a comida dos Flintstones, rsrs.

    Beijoca!

    Resposta
    • 22 de fevereiro de 2013 em 00:05
      Permalink

      Marly, eu amo os parques de lá.. temos objetivo de voltar em todos os parques, de dois em dois anos! Eu amoooooooooooo!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »