Vancouver, British Columbia – Canadá

Somente quem já visitou o Canadá, consegue entender o que eu digo.

Tanto da primeira road trip, onde passamos por Toronto, Niagara, Niagara-on-the-lake, Kingston, Ottawa, Mont-Tremblant, Montreal, Quebec e Stoneham, quanto agora, onde conhecemos Vancouver e Whistler, não deixamos de ter a mesma sensação de que o País é especial. 

Os canadenses são gentis, educados e a segurança repassada é algo indiscutível, sem falar das paisagens indescritíveis. As cores, ora verde, ora vermelho, ora alaranjado, ora amarelo, ora seco.
Informações gerais ao viajante:
Idioma oficial: inglês.
Moeda: Dólar Canadense (veja a cotação do dia aqui)
Visto: entrada única (válido por seis meses), entradas múltiplas (válido por três anos e meio) e o visto de trânsito (válido por 48 horas). Mais informações no site do Consulado Canadense.
Fuso Horário: -5Horas, com relação ao Brasil. 
Melhor época para visitar Vancouver: de abril a outubro, o clima é bem agradável. O que difere do resto do país, é que Vancouver não tem o inverno tão rigoroso como algumas cidades canadenses. Durante o verão, a temperatura varia de 20ºC a 30ºC, enquanto no inverno de 0ºC a 5ºC. A melhor época do outono é em outubro. Depois deste mês, o frio já está mais intenso, e a ocorrência de chuvas é maior.
Temperatura média em Vancouver:

Dirigir em Vancouver: apesar de ser um dos países que exigem a PID (Permissão Internacional para Dirigir), não foi exigida no momento da locação do veículo. Apenas a CNH Brasileira, juntamente com o passaporte foi necessário. O trânsito em Vancouver é bem intenso, e em alguns momentos enfrentamos congestionamentos intensos (atenção para o horário de pico). Estacionamento é caro, e a melhor opção é procurar os estacionamentos públicos e gastar algumas moedinhas.
Chamadas Internacionais: nunca ligamos de Hotel. Somente em casos extremos, que não há outra alternativa. E recentemente, descobri a melhor forma de realizar chamadas internacionais: através do Skype. Baixe o link no celular e crie uma conta no Skype. Compre créditos neste site, e onde tiver wifi você pode realizar chamadas normalmente! E não é só para aqueles que tem o aplicativo instalado. Com créditos você liga para qualquer telefone, fixo ou celular. Só para ter uma ideia, ficamos quase 25 dias no exterior, e utilizei apenas 20Cad (vinte dólares canadenses) de crédito no Skype, ligando todos os dias, para fixo, celular, etc… Vale muito a pena!
Curiosidades: são rigorosos com o consumo de álcool pelas ruas. Se for pego descumprimento esta norma, a multa é aplicada imediatamente. Ainda há outro tipo de aplicação de multa, no caso de você atravessar a rua fora da faixa de pedestres. Fique atento!
Apesar de Vancouver ser muito segura, como em todo o Canadá, existem alguns locais mais perigosos. Próximo a Chinatown, há pontos de tráfico de drogas, e pela primeira vez me senti insegura no Canadá. Esta região merece mais cautela.

Onde se hospedar: 
A melhor região para se hospedar em Vancouver é em Downtown. Os mapas abaixo retratam, na cor vermelha, o melhor local para buscar uma hospedagem.

Entre as linhas vermelhas, mais precisamente nas ruas Howe St e Seymour St, existem boas hospedagens
Nossa Hospedagem:
Ficamos hospedados no Quality Hotel Downtown, um hotel muito bem localizado, em plena Downtown, sendo que alguns pontos era possível chegar caminhando. Possui estacionamento e o wi-fi é gratuito. Ainda, para tornar a hospedagem mais aconchegante, veja a decoração do quarto com estes tijolos à vista. E como não poderia deixar de ser, a equipe do hotel é muito atenciosa! Recomendado! (A nota pelo Booking.com é 7,8)

Foto do nosso quarto no Quality Inn

Mapa com a localização do Quality Inn

O que fazer em Vancouver e regiões?

Granville Island:
Endereço: 1253, Johnston St., Granville Island – Vancouver, Canadá
Site: http://granvilleisland.com/

Por volta de 1900, Granville Island era um local apenas para indústrias e serrarias. Logo, com o declínio industrial pós guerra mundial, os funcionários começaram a traçar planos de recuperação para a Ilha, já que o esgoto estava extremamente tóxico. Entretanto, a Ilha continuou em forte declínio, motivo pelo qual decidiram fazer da área um espaço de recreação e entretenimento, transformando na atual Granville Island.

Atualmente, conta com várias lojas, restaurantes, escola de arte, a fábrica da melhor cerveja de Vancouver, e ainda o Mercado Municipal de Vancouver, com muitas opções de comidas e comidinhas. Se você procura um local de comida boa e com preço mais justo, nada melhor que o Mercado Municipal de Granville Island.

Obs: o local conta com vários estacionamentos, tanto nas vias públicas, quanto em galpões fechados. Entretanto, próximo ao Mercado Municipal há um estacionamento público, com previsão de uma hora  a duas horas gratuitas de estacionamento, para aqueles que forem ao Mercado.

A cervejaria Granville Island Brewing, fundada em 1984, é um lugar maravilhoso para fazer happy hour, com direito a tour e degustação de deliciosas cervejas canadenses, também está localizada no complexo de Granville Island. Não deixe de experimentar a cerveja de Maple, que é deliciosa! O local apenas deixa a desejar quanto aos petiscos.

Capilano Suspension Bridge 
3735, Capilano Rd, North Vancouver, BC, Canadá.
Valor do Ingresso on line: 31,95Cad para adultos.

Localização de Capilo no Mapa (A)

Capilano Suspension Bridge é uma das atrações mais visitadas em Vancouver (BC). Construída, em 1889, por um Engenheiro Civil Escocês George Grant Mackay, a ponte fora inicialmente feita com cordas, e o único objetivo era ligar um cânion ao outro, em um terreno naturalmente acidentado. Em 1904, a ponte foi reconstruída com cabos de aço, e por volta de 1935, seu novo proprietário convidou nativos para colocar seus Totens na área, que hoje é ocupada por inúmeros deles. A ponte tem 140 metros de extensão, e 70 de altura do rio Capilano, e está cercada de inúmeras árvores numa paisagem estonteante (se você atravessar a ponte, não há outro caminho para voltar, senão pela própria ponte). É a maior ponte suspensa para pedestres do mundo, e foi palco para o filme O Templo da Perdição, de Indiana Jones!! E uma dica para quem tem medo de altura, é atravessar a ponte quando poucos turistas estiverem atravessando. Quanto mais cheia de pessoas, mais ela balança.

Não é só da Capilano Bridge que sobrevive o parque. Outras atrações são palco de divertimento por lá, como o Treetops Adventure e a Cliff Walk. O Treetops Adventure é um passeio pela copa das árvores, e em alguns pontos, a altura chega a 30 metros do chão, a criançada adora! Infelizmente, por termos visitado o parque no começo do inverno, a noite chega por volta das 16h (4pm), como disse anteriormente, então, não conseguimos aproveitar o Treeptops Adventure, porque a visibilidade estava cada vez pior.

Já no Cliff Walk foi uma experiência muito bacana! Trata-se de um passeio por pontes fixadas à parede dos cânios, em alturas bem elevadas também, e cada vista maravilhosa!

Outra atração do Capilano Suspension Bridge Park é na área dos Totens. São inúmeros, e cada um mais lindo e interessante que o outro.

Obs: se achou salgado o valor do ingresso para o Capilano Suspension Bridge, existe uma bem parecida (e gratuita) no Lynn Valley.

Stanley Park


Stanley Park é o maior parque da cidade, e a maioria das dicas é para conhecê-lo de bicicleta. Estávamos bem decididos quanto a isso. Mas infelizmente, a época que fomos (novembro/2013) estava bastante chuvosa, e além do parque estar praticamente vazio, o aluguel de bicicletas não estava disponível. Quem tiver interesse de alugar, fica bem na entrada do parque, entre as ruas Georgia e Denman. O valor é a partir de 5Cad a hora (acesse o site: http://www.spokesbicyclerentals.com/)

Mapa da localização do Stanley Park

O parque tem quase 10km de extensão, e várias atrações como playground e Totens, além de excelente infraestrutura (restaurantes, banheiros, etc). A entrada é gratuita, e somente os estacionamentos são pagos. Por todo o parque tem inúmeros estacionamentos, e você não precisa estacionar especificamente no primeiro que avistar. Você pode pagar o ticket e aproveitá-lo pelos diversos estacionamentos do parque, durante o tempo que pagou.

Neste mesmo parque, fica o Vancouver Aquarium.

Apesar da época que visitamos Vancouver não ser a melhor, conseguimos ver paisagens de outono espetaculares como a da foto abaixo! Não estávamos com sombrinhas e tivemos que comprar às pressas no parque. E pura coincidência, a cor da minha sombrinha era exatamente da cor desta árvore, vermelha! Coisa mais linda do mundo, e que o outono Canadense pode te oferecer!

Gastown

É uma região antiga de Vancouver, com construções históricas, lojas, restaurantes, e onde está localizada a maioria da vida noturna de Vancouver. A atração principal em Gastown é um relógio a vapor (steam clock) que foi construído em 1875 e restaurado em 1977, toca um apito e solta vapor de 15 em 15 minutos, britanicamente, e de uma forma muito charmosa! O relógio fica entre as ruas Cambie e Water, e é uma atração turística imperdível!

Obs.: não esqueça que próximo a Chinatown, existe uma rua ponto de tráfico em Vancouver. Não é segura! Fiquem atentos….

Deep Cove

É um vilarejo povoado por famílias de grande poder aquisitivo em Vancouver, e está a apenas 30 minutos de Downtown. É uma área com toda infraestrutura turística que se possa imaginar, hotéis, restaurantes, teatros, esportes, parques, espaços para lazer, etc. Viste o site: http://www.deepcovebc.com

Dá para acreditar que isso é o mar?

Imagino que Deep Cove seja muito mais bela num dia de sol, com temperatura amena. No dia que visitamos, além de nublado, com chuviscos a todo instante, não estava em 2ºGraus.

North Vancouver:

Se tiver oportunidade, dê uma volta por North Vancouver, especialmente no Lynn Canyon Park, que conta, inclusive, com uma ponte suspensa (estilo Capilano) que é gratuito, acesse o site aqui.

Localização de Lynn Canyon Park

Passeios fora de Vancouver: Whistler e Victoria, que falarei oportunamente.

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

7 thoughts on “Vancouver, British Columbia – Canadá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »