31 dias em Nova York: Um dia em Staten Island

Hoje vamos falar um pouco sobre o “borough” menos badalado, às vezes chamado “the forgotten borough” de Nova York: Staten Island.

Grande parte dos turistas e viajantes que visitam a Big Apple, principalmente os marinheiros de primeira viagem, geralmente começam e terminam seu roteiro por Manhattan (foi assim com a gente!!). Em um segundo momento, (se sobrar tempo!!) um tour pelo Brooklyn, e se a viagem durar mais de 10 dias, quem sabe uma visita rápida pelo Queens…e oxalá…o Bronx e sua fama exagerada de terra sem lei.
Staten Island?
“Nunca ouvi falar”, dirá o turista desavisado!!
Imagine uma típica cidade do interior, tranquila, histórica, longe do trânsito infernal das grandes metrópoles, com uma vista privilegiada e sensacional de Manhattan, com transporte público de qualidade, e aquelas residências de subúrbio com uma cesta de basquete e a bandeira americana na entrada, como nos filmes…
Eis Staten Island!!
Nossa experiência relatada nesse post durou um dia inteiro, num sábado ensolarado e de muito frio!! Uma “palhinha” sobre a paisagem ao deixarmos Manhattan:

Mas antes, algumas informações históricas interessantes:

Staten Island é o único “borough” não ligado diretamente a Manhattan e é o mais distante, sendo ligado ao Brooklyn pela Ponte Verrazano-Narrows e a Nova Jérsey pela ponte Goethals.

 

Em 1980 surgiram os primeiros movimentos que desejavam a separação de Staten Island de Nova York, e num referendo em 1993, 65% da população local votou a favor da separação, que não foi aceita pela Assembléia Estadual.O condado tem uma área de 265 Km quadrados, com população de cerca de 500 mil habitantes.

O primeiro passo para visitar Staten Island é chegar até a estação “South Ferry”, bem ao sul de Manhattan, pela linha 1 vermelha. Não tem erro!! Como estávamos hospedados no Harlem, foram apenas 25 minutos de metrô, do norte ao sul de Manhattan. Chegando na South Ferry Station, é só seguir as placas indicativas ou o fluxo de pessoas até o terminal “Whitehall”. O local possui algumas cafeterias e lojas “fast food”.
Agora, é só esperar no máximo 20 minutos e pegar o “ferryboat” gratuito até o terminal Ferry St George, em Staten Island. O serviço é oferecido 24 horas por dia, 365 dias por ano e é considerado a forma mais confiável de transporte de massa, com 21 milhões de passageiros/ano num trajeto de apenas 10km.
Num típico dia útil, 5 barcos fazem 109 viagens, transportando cerca de 70 mil passageiros.
South Ferry Station – Terminal “WhiteHall”
Sábado muito tranquilo!! As pessoas ainda estavam embarcando…
No trajeto de cerca de 25 minutos, você terá a oportunidade de conhecer o “skyline” de  Manhattan sob nova ótica, bem como a Estátua da Liberdade!!
Skyline de Nova York do interior do South Ferry
Vista privilegiada!!
Vista privilegiada da Estátua da Liberdade
Obs: se quiser somente ver a Estátua da Liberdade, tirar algumas fotos e não pagar nada, essa também é uma ótima opção. 
Chegando ao terminal Ferry St George, já em Staten Island, aproveite para se deliciar e tirar muitas fotos do sensacional “skyline” de Manhattan.
Manhattan – Visa de Staten Island

Após uma rápida visualização do mapa abaixo, tem-se a impressão de ser uma pequena ilha!! Mas não é! A ilha é bem extensa e é necessária a utilização de transporte público, e separe pelo menos um dia inteiro para o passeio.

Primeiro “pit stop” em Staten Island: Postcards: The Staten Island September 11 Memorial, localizado praticamente ao lado da estação St George. Trata-se de uma bela escultura ao ar livre, construída em 2004, em homenagem aos 274 moradores de Staten Island mortos nos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 e no atentando ao WTC em 1993.

O Memorial é chamado de “Postcards” pois suas duas esculturas representam grandes cartões postais, e cada vítima é homenageada com uma placa de granito com nome, data de nascimento e local de trabalho durante os ataques terroristas.
Apos momentos de reflexão e muitas fotos, uma rápida visita ao Staten Island Yankees Stadium, localizado cerca de 400 metros do monumento, conhecida como “filial” do famoso time nova-iorquino de Beisebol New York Yankees. Observem o Estádio completamente congelado!
Uma pequena caminahda de 10 minutos, e separe pelo menos uma hora para uma rápida visita ao “Staten Island Museum”, fundado em 1881, uma verdadeira enciclopédia sobre a história de Staten Island, que inclui ciências naturais e artes cênicas, além de uma excelente biblioteca, mapas, filmes, gravações de áudio, fotografias e documentos que datam do século XVII.
Nas proximidades do Staten Island Museum, temos um pequeno contro comercial com cafés, restaurantes e pequenas lojas.
Ao contrário dos demais “boroughs” de Nova York, Staten Island possui apenas uma linha de metrô, sendo o ônibus o meio de transporte mais utilizado e eficaz.
Retorne até à Estação St George, onde estão localizados diversos pontos de ônibus e a principal e estação de metrô.
Próximo destino: o famoso Historic Richmond Town, um verdadeiro complexo de museus ao ar livre, localizado no bairro de “Richmondtown”.
Para chegar é muito fácil: basta pegar a linha S74, e diga ao motorista que você gostaria de descer o mais próximo da Histroic Richmond Town (eles são muito gentis!), sendo que o trajeto dura cerca de 25 minutos, passando por boa parte da área central de Staten Island. Nesse momento é fácil constatar o diferencial da ilha: uma cidade interiorana em plena Nova York.
Dica preciosa: para os ônibus em Staten Island, basta a utilização do cartão de metrô normalmente utilizado nas demais regiões de Nova York (MetroCard).
O transporte público contra o crime!!
Ao descer no bairro de Richmondtown, você estará diante de um típico bairro suburbano americano, com suas casas sem muros ou grades, cesta de basquete no meio da rua e bandeira americana ao vento. Muito bacana caminhar pelas ruas tranquilas de uma típica cena clichê de filme americano.
Parada obrigada para fotos: a belísima St. Patrick´s Roman Catholic Church.
Dez minutos à pé e finalmente o “Historic Richmond Town“, antiga sede e centro comercial de Staten Island, cujos primeiros moradores eram ferreiros, sapateiros e artesãos holandeses, ingleses e franceses.
Detalhe: as tropas britânicas permaneceram estacionadas no local durante a Revolução Americana.
A “aldeia” é composta por mais de 30 edifícios e casas históricas que datam desde o século XVII ao século XX, além de antigos edifícios comerciais, agrícolas e governamentais, alguns inclusive realocados de outras partes de Staten Island.
Separe pelo menos 3 horas para uma verdadeira viagem no tempo!!
Você terá a opção de visitar o interior das casas e prédios históricos pagando um ticket de 8 dólares (adulto).
Entretanto, se preferir, pode visitá-los somente pelo lado de fora, sem qualquer custo.
O objetivo dessa “vila” a céu aberto é fazer com que os visitantes sintam-se como se estivessem no século XVIX.

 

 

 

 

Outros locais que você também pode conhecer em Staten Island:
Alice Austen House, a casa de um fotógrafo talentoso que realizou muitos registros interessantes ao longo de sua vida;
Conference House Park é uma área bem extensa, que possibilita grande contato com a natureza e com a história revolucionária;
Fort Wadsworth: uma das mais antigas instalações militares dos Estados Unidos;
Staten Island Zoo, dentre outras atrações.
Algumas horas depois de muito frio e um banho de história americana, hora de retornar ao terminal St George, rumo a Manhattan.
Decidimos por uma caminhada de cerca de 45 minutos até a estação de metrô mais próxima, passando pela região residencial e comercial de Richmondtown.
Detalhe importante: A única linha de metrô em Staten Island possui horários bem mais restritos que os de Manhattan e demais “boroughs” de Nova York,  e foi construído ao ar livre.
Região residencial de Staten Island
Estação de metrô
De volta ao terminal Ferry St George, basta aguardar a saída do “ferryboat” e apreciar o maravilhoso “skyline”de Manhattan ao final do dia.

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

3 thoughts on “31 dias em Nova York: Um dia em Staten Island

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »