Um tour pelas principais cervejarias e Biergarten de Munique

Por Fábio Almeida
Impossível visitar Munique e não escrever um post exclusivo sobre cervejas, ainda mais quando estamos diante de um blogueiro apaixonado por esse precioso líquido. Então, nessas poucas linhas, vamos compartilhar nossas experiências de 4 dias pelas cervejeiras  da capital da Baviera.
Inicialmente, vale relembrar que na maior festa cervejeira do mundo, a Oktoberfest, que ocorre anualmente no final de setembro e início de outubro, apenas 6 fabricantes de cerveja estão autorizadas a participar do evento: Augustiner, Hacker-Pschorr, Lowenbrau, Paulaner, Spatenbrau e Hofbrau. Daí nossa opção por visitar (ou pelo menos tentar!!) a maioria delas.

Típica vendedora de Pretzel,  na HB de Munique.
A caminho da HB
Hofbräuhaus
Platz 9, Munique, Alemanha
Horário de funcionamento: diariamente das 09h às 23:30h
Site: http://www.hofbraeuhaus.de/
Vamos começar pela maior e mais imponente cervejaria da cidade, e uma das marcas mais tradicionais da Alemanha:  Hofbrauhaus.
Em grande estilo!!

A origem da cerveja

O Duque da Baviera (Wilhelm V. – 1579-1597) estava insatisfeito com as cervejas fabricadas em Munique, motivo pelo qual importava cervejas a partir de Einbeck, na Baixa Saxônia.
Com a finalidade de conciliar custo e qualidade, resolveu fabricar a própria cerveja, recrutando o mestre cervejeiro do Mosteiro Geisenfeld (Heimeran Pongraz), dando origem ao primeiro lote da Hofbrau, em 1589.
Para chegar na cervejaria é muito fácil: ela fica localizada a menos de 400 metros da Marienplatz, principal ponto de referência de Munique, bem no meio do circuito turístico da cidade.

Trata-se de um dos lugares mais turísticos da cidade, no interior de um prédio imponente datado de 1589, com grandes salões no interior e suas mesas enormes compartilhadas por turistas do mundo todo, música ao vivo, danças típicas, ambiente descontraído e o mais importante: cerveja de qualidade e sem limite para moderação!! Destaque para a pintura no teto:

 

 

 

 

Em pesquisas na internet, lemos vários posts e relatos de viajantes criticando o excesso de pessoas que normalmente frequentam o lugar, que consequentemente causam desconforto e péssimo atendimento. No dia de nossa visita, a cervejaria contava com cerca de 70% de lotação e não tivemos qualquer motivo para criticar o atendimento, com garçons sempre solícitos e bem humorados.
Como a “sede” era quase insuportável, priorizamos a caneca de 1 litro, ao preço de 8 Euros cada (pode sofrer alteração), acompanhado do melhor joelho de porco que já devoramos na vida! Depois do que a Fabiane faz, claro!
Prost com nossa amiga Diana, do Blog Histórias da Di, que estava morando em Munique, à época!

 

Estando lá, aproveite para degustar alguns dos pratos típicos da Baviera, como o já citado joelho de porco, o lombo de porco e vários tipos de salsichas, como a Weisswurst.

 

Uma banda toca música alemã deixando o ambiente bem descontraído e divertido, dá para ver que eles se divertem bastante com o trabalho!

Observe, ainda, que além dos garçons que carregam inúmeras canecas de 1 litro (imaginem o peso!) ao mesmo tempo, as vendedoras/vendedores de Pretzel, que é muito consumido pelos alemães e outras guloseimas.

 

A cervejaria possui uma loja onde é possível comprar copos e canecas da HB, oportunidade única de aumentar nossa coleção com esse ícone de um litro do mundo cervejeiro!!
Enfim: se está em Munique, não deixe de visitar a HB!!
Prost!!

Augustiner Bräu

A Augustiner Bräu é a mais antiga cervejaria de Munique, datada de 1328, e possui diversos endereços em Munique. Escolhemos a unidade da Augustiner Am Platzl, situada no coração de Munique, com sua atmosfera agradável que atrai clientes de todas as idades.
Para chegar é muito fácil: basta pegar o metrô até Marienplatz (Linhas U3, U6/S-Bahn Linha S1, S2, S4-S8 até Kammerspiele, Bonde Linha 19)

 

Início das atividades do dia!!
Ao contrário da HB, a cervejaria não é tão espaçosa, mas apresenta uma decoração diferenciada e ambiente bastante descontraído, além de ótimo atendimento.

 

 

Os clientes dividem-se entre turistas de todas as partes do mundo e moradores da cidade, ávidos para degustar uma típica breja bávara!! Nossa sugestão: As versões Lager, Dunkell e Weiss (essa bem avermelhada e muito saborosa).
A cervejaria possui ainda cardápio variado e preços na média da cidade.

 

Weiss Bier para matar a sede!!

Ao final das atividades, adquirimos, como de costume, duas canecas de um litro para nossa coleção.

Novamente com nossa amiga Diana, do Histórias da Di.
Aproveitamos para comprar a Augustiner Lagerbier Hell (Nome sugestivo, não??). Uma Augustiner simples, básica, com líquido dourado bem claro e creme bem formado. Possui aroma levemente maltado com notas florais no final.
Recomendamos!!

 

Paulaner 
Agora é hora de visitarmos uma das diversas cervejarias da Paulaner em Munique, a famosa cervejaria conhecida pelas raízes na Ordem do Mínimos (Paulaner Orden, em Alemão), uma ordem religiosa fundada por São Francisco de Paula em Neuhauser Strabe, Munique, no século XVI. Basta olhar o rótulo atual das cervejas Paulaner para entender porque.
Curiosidade: os monges da Ordem dos Mínimos elaboravam sua própria cerveja desde 1634.
Escolhemos a cervejaria localizada na PaulanerPlatz, localizada cerca de 15 minutos a pé da Marienplatz.
Apesar do preço salgado até mesmo para os altos padrões de Munique, vale a pena experimentar essa preciosidade, acompanhado dos já citados excepcionais pratos típicos alemães, especialmente a enorme variedade de salsichas, tudo servido por garçons vestidos a caráter, com atendimento rápido e eficaz.
Nada como degustar uma bela caneca de um litro de Paulaner, sentado em uma das mesas da calçada, curtindo um fim de tarde no coração de Munique (isso, claro, se você for fora do inverno ou do final de outono, quando a cidade fica gelada).

 

BiergartenAgora uma excelente dica para a hora do almoço ou para degustar uma breja gelada no meio da tarde: Biergarten Am Viktualienmarkt, localizado ao lado do Mercado Central de Munique e apenas 10 minutos de caminhada a partir da Marienplatz, que abriga diversos restaurantes, um mercado muito interessante e um “biergarten” bem espaçoso.

 

 

 

Ótima oportunidade para degustar uma típica breja bávara ao ar livre acompanhado de petiscos alemães, após uma intensa e proveitosa caminhada pelo centro da cidade. Lembre-se: nos Biergartens de Munique, geralmente os bancos são enormes e de madeira, para 10 a 12 pessoas, onde todos se sentam juntos lado a lado, mesmo sem se conhecerem.
A praça é cercada por barracas, onde é possível comprar pães, petiscos dos mais variados, azeitonas, queijos de todos os tipos, salsichas, peixes, e o mais importante, é claro: CERVEJA!!
Turistas de todos os lugares do mundo costumam frequentar o lugar, além de  moradores de Munique, jovens, velhos, homens, mulheres, crianças…
Imperdível!!
Biergarten do Englischer Garten

 

Enfim, no último dia em Munique, visitamos o Englischer Garten (Jardim Inglês), localizado cerca de 3 Km da Marienplatz, um enorme parque público no centro de Munique, criado em 1789 por Sir Benjamin Thompson (1753-1814), e onde acontece o famoso surf de rio, em Munique.

 

Possui uma área de 3,7 Km quadrados e é um dos maiores parques públicos urbanos do mundo, maior até que o Central Park, em Nova York.

 

Ótima opção para um passeio junto da natureza no fim de semana, seja a pé ou a bicicleta, onde é possível inclusive apreciar “surfistas” de ondas artificiais praticando o esporte no meio do parque. No verão, o lugar é vibrante e cheio de jovens, e sentar para um piquenique é programa obrigatório.

Após uma rápida caminhada pelo parque, chegamos até o Biergarten localizado ao lado de uma belíssima torre Chinesa (Chinesischer Turm).

 

Prepare-se: o lugar é completamente lotado, é necessário enfrentar uma fila razoável para a compra da caneca de chopp HB, acompanhado de petiscos (decidimos por uma das inúmeras versões alemãs de salsicha e pelo já histórico e tradicional joelho de porco).

 

 

 

Já armados e equipados, outro desafio: conseguir um lugar ao sol, no caso, dois lugares entre os inúmeros bancos de madeira compartilhados por dezenas de pessoas. Já adianto: a tarefa não será fácil!!

 

Prost??

Ao final do dia, após muita cerveja, petiscos e músicas tipicamente alemãs, encerramos as atividades com uma certeza: cumprimos com vibração e afinco as missões confiadas!!

Hora de reabastecer!!

 

E para aqueles que desejarem um ambiente mais sofisticado, estilo um Eataly, vá ao Scharnnenhalle! Trata-se um espaço com bares, delicatessen, restaurantes e mercados gourmet (e lá também está localizada uma loja da Milka).

 

 

 

Agradecemos nossa amiga Diana, do Blog Histórias da Di, que estava morando em Munique na época da nossa viagem, e além de nos apresentar lugares incríveis na cidade, nos deu dicas e informações únicas!
Prost!

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

3 thoughts on “Um tour pelas principais cervejarias e Biergarten de Munique

  • 17 de março de 2017 em 12:03
    Permalink

    Olá! Gostaria de saber qual o hotel que vocês ficaram em Munique! Obrigada!

    Resposta
  • 2 de julho de 2015 em 14:34
    Permalink

    Que matéria informativa!
    Estamos indo agora em novembro e suas dicas serão preciosas!
    Este joelho de porco parece suculento!
    Tem previsão de colocar as dicas da cidade?

    Pedro O.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »