31 dias em Nova York – Passeio pela Brooklyn Bridge

A dica de hoje é um passeio muito bacana e imperdível em Nova York, ideal para uma manhã inteira ou uma tarde sem pressa: Travessia da famosa e imponente “Brooklyn Bridge”, com seus 1834 metros suspensos sobre o East River, ligando a ilha de Manhattan ao Brooklyn. Decidimos pelo trajeto Manhattan/Brooklyn, ida e volta, lembrando que é possível e muito fácil efetuar a travessia no sentido contrário Brooklyn/Manhattan.

Como de costume, algumas informações interessantes e curiosidades sobre a Brooklyn Bridge:

  • Na época da sua inauguração em 24 de maio de 1883, era a maior ponte de suspensão do mundo, e a primeira a utilizar-se de cabos;
  • Sua construção durou 14 anos;
  • Em 21 de março de 2006 foram encontrados nas proximidades da ponte resquícios da Guerra Fria, como um refúgio contendo remédios e alimentos para sobreviver a um ataque nuclear.
  • Foi projetada por John August Roebling, que morreu em decorrência de um acidente durante a construção da ponte antes que fosse concluída;
  • Durante os 14 anos de sua construção, 27 outras pessoas perderam suas vidas;
  • No dia da inauguração, Emily Warren Roebling foi a primeira pessoa a atravessar a ponte, e logo após 1.800 carros e 150.300 pedestres;

Nossa sugestão é iniciar o passeio pela estação de metrô “Brooklyn Bridge – City Hall“, linhas 4, 5 e 6, fácil chegar de qualquer ponto da cidade. Bem próximo a estação de metrô, na 31 Chambers Street, temos a Surrogate’s Court – New York County (Manhattan), ou seja, o Tribunal de Justiça do Estado de Nova York.

Surrogate’s Court – New York County

Ao lado do Tribunal existe um ponto de aluguel de bicicletas, caso prefira fazer a travessia da Brooklyn Bridge pedalando, método muito utilizado principalmente por turistas (mas tem que pensar bem se isso vale a pena, porque vimos que a grande maioria dos turistas a pé acaba invadindo a faixa destinada aos ciclistas, o que pode ser perigoso e estressante ter que ficar só na buzina ou no “excuse me, sorry, please!”). Decidimos por uma caminhada sem pressa, incluindo parada obrigatória ao lado da estação de metrô para apreciar os “artistas de rua” novaiorquinos, muito comuns nessa região da cidade.

Artistas de rua de NYC

Atravessando a rua e caminhando alguns metros até a 40 Foley Square, eis o imponente “U S Courthouse Federal Credit Union“, famosa cooperativa de crédito, inaugurada em 1949.

U S Courthouse Federal Credit Union

Continuando pela Foley Squarte até a 60 Centre St, outra parada para fotos: “New York State Supreme Court, Civil Branch”, ou seja, Tribunal de 2 instância para os processos civis do Estado de Nova York, instalado em  1691 e um dos mais antigos tribunais dos Estados Unidos. 

IMG_9525

Bridge04
New York State Supreme Court, Civil Branch

Na Duane St, praticamente ao lado da Câmara Municipal, vale uma rápida visita a St Andrew Church, Igreja Católica também muito próxima da Prefeitura e da sede do Departamento de Polícia de Nova York.

IMG_9534

IMG_9536

Como não poderia deixar de ser, passamos rapidamente pela 1 Police Plaza Path, onde está localizado o famoso DYPD – New York City Police Department, ou simplesmente Departamento de Polícia de Nova York, o maior dos Estados Unidos e considerado a maior força policial municipal do mundo. Criada em 1845, possui a responsabilidade de garantir a segurança e investigar nos cinco distritos da cidade:Manhattan, Bronx, Brooklyn, Queens e Staten Island, e possui nada menos que 123 distritos.

Sugerimos apenas alguns locais para visita nesse post, no entanto, caso tenha tempo, vale a pena caminhar sem pressa pela região e conhecer os inúmeros Tribunais e prédios públicos da região.

O início da travessia da Brooklyn Bridge teve início praticamente ao lado do DYPD, onde encontram-se alguns ambulantes especializados em quadros e fotos de Nova York. Realmente são belíssimos e com preços justos! Sabe aqueles quadros de decoração com belíssimas imagens de Nova York? Você encontra lá!

IMG_9541

Logo no início, vista privilegida de Dowtown, o coração financeiro da cidade.

IMG_9544

Interessante notar que o espaço para caminhada é bem definido nos dois sentidos.

IMG_9542

 

IMG_9582

IMG_9551

IMG_9552

Conforme vamos avançando, eis que surge no horizonte o imponente One World Trade Center, o maior edifício dos EUA e um dos maiores do mundo.

Bridge12
One World Trade Center em destaque

Era um dia ensolarado de inverno muito bonito, e apesar da baixa temperatura, a Brooklyn Bridge encontrava-se completamente lotada de turistas de todas as partes do mundo que buscavam os melhores ângulos do “skyline” novaioquino. Só não vale a pena atravessá-la se estiver chovendo, claro… mas já vimos belíssimas fotos de visitantes durante a neve (mas cuidado para não se escorregar), no verão e no outono.

IMG_9554

Bridge13

Como em diversos pontos turísticos do mundo, na Brooklyn Bridge, alguns amantes deixam seus cadeados, eternizando o seu amor.

Bridge15

Cerca de 400 metros do início da travessia, foto clássica com Downtown ao fundo.

Bridge16
Olha o “One World Trade Center”!

Policiamento especializado para garantir a segurança dos turistas.

Bridge17
NYPD em ação

Quase na metade da travessia, o melhor lugar para fotos.

IMG_9582

Bridge18

Dowtown e o East River em destaque.

Bridge19

Bridge20

 

 

 

Existe um “mirante” praticamente na metade da travessia, onde é possível conhecer toda história da Brooklyn Bridge.

DCIM100GOPROGOPR0270.

 

Ao fundo o Brooklyn, a Williamsburg Bridge e o East River.

DCIM100GOPROGOPR0271.

As próximas fotos retratam a Brooklyn Bridge já nas proximidades do Brooklyn.

DCIM100GOPROGOPR0272.

DCIM100GOPROGOPR0275.

 

O “bate e volta” durou cerca de 50 minutos, incluindo inúmeras paradas para fotos e leitura obrigatória sobre a história dessa famosa ponte no pequeno “mirante”.

Ao final da proveitosa caminhada, de volta a Manhattan, pois resolvemos visitar o Brooklyn em outras oportunidades (faremos um post a respeito), encerramos as atividades da manhã no “City Hall”, ou Prefeitura de NYC, edifício de arquitetura renascentista francesa,  que encontrava-se em obras na ocasião.

city hall
New York City Hall

O ideal é conjugar no mesmo dia da visita à Brooklyn Bridge uma bela caminhada pelo centro financeiro de NYC ou pela South Street Seaport.

Fábio Almeida

Major, 43 anos, conhece 38 países, viajante inveterado, cinéfilo, apreciador de vinhos e cervejas especiais, fotógrafo amador, viciado em natação, corrida e quadrinhos! Força na Luta! Sempre!

4 thoughts on “31 dias em Nova York – Passeio pela Brooklyn Bridge

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »