O que você precisa saber para realizar uma viagem ao Chile

Ainda tenho muita coisa para contar de outras viagens (Ouro Preto, St. Maarten/St. Marteen, Anguilla). Mas antes disso, e porque está bem fresquinho, vou compartilhar as dicas da nossa viagem a Santiago, Valle Nevado, Viña del Mar e Valparaíso, no Chile.

Clima:
Santiago tem chuvas no inverno e uma estação seca prolongada. A melhor época para visitar Santiago (para quem quer visitar o Valle Nevado na época de Ski) é de final de junho (a partir do dia 20) até final de setembro. A época mais cheia é de julho a agosto, onde a maioria das pessoas decidem visitar o Valle e tudo fica bem mais caro. Em setembro, existem várias promoções para a compra dos tickets, etc…
O verão é bem quente, com temperaturas em torno de 30°C, mas o inverno, tem temperaturas abaixo de 10ºC.
Importante relatar que Viña del Mar e Valparaíso é quase sempre frio. Quando é verão, a máxima não atinge 25°C, e a água é sempre bem gelada.
Moeda:
A moeda utilizada no Chile é o Peso Chileno. A cotação em setembro de 2012 era de R$ 1,00 = 211pesos chilenos. Com tantos zeros nas notas, fica difícil saber ao certo o valor que está pagando em reais. Mas uma regra básica é multiplicar o valor por 4, e retirar três zeros (Isso para a cotação em setembro de 2012), o valor será sempre aproximado, mas dá uma boa ideia.
As casas de Câmbio no Aeroporto possuem cotação desvantajosa (R$ 1,00 = 200pesos). Então, o ideal é que você troque apenas R$ 100,00, ou valor que pague o táxi, e os demais valores sejam trocados nas Casas de Câmbio de Santiago (R$ 1,00 = 211pesos). 
Transporte Aeroporto/Hotel
O transporte de táxi para o Centro de Santiago fica em torno de 18.000 pesos. Entretanto, há a opção de transporte coletivo (transfer coletivo). O valor fica em torno de 5.500 pesos por pessoa. Ou seja, para um casal, a economia é de aproximadamente R$ 30,00, se você utilizar o transporte coletivo, que é uma vã compartilhada com outros passageiros.
Os guichês das empresas já ficam logo na saída do desembarque.
Transporte em Santiago
O Metrô, em Santiago, é bastante parecido com a rede de transporte público na Europa, e muito eficiente. Você consegue visitar praticamente todos os pontos da Cidade com o metrô. Logo que você desembarca no Aeroporto, você já consegue o mapa da cidade, que também possui o mapa do Metrô. Também em todos os hotéis são fornecidos.

As principais estações de Metrô em Santiago são:
Plaza de Armas (L5), é ideal para acesso a Plaza de Armas, Mercado Central e Paseo Anhumada (rua com várias lojas e cafés)
Balquedano (L1, L5), é ideal para acesso ao Bairro Bellavista (área boêmia em Santiago)
Univ. Chile (L1), é ideal para acesso ao Paseo Anhumada, também, e para o Palacio La Moneda
Escuela Militar (L1), para acesso ao Shopping Parque Arauco
Republica (L1), ideal para acesso a Calle Concha y Toro
Este é o primeiro ponto positivo em comparação a Buenos Aires. O transporte público é muito eficiente.

Os táxis, em Santiago, são bastante baratos. Alguns taxistas utilizam o taxímetro, outros não. Então, é melhor que você pergunte e negocie o preço antes de entrar no carro.

A grande maioria deles realiza o transporte para o Valle Nevado, e outras estações de esqui, além de transfer às vinícolas (viñas) e a Valparaíso e Viña del Mar. O ideal é que você verifique se vale a pena ou não fechar com os taxistas. No nosso caso, achamos mais vantajoso fechar com uma agência de turismo, a Turistik.

Prefira andar de metrô durante o dia, e a noite, vá sempre de táxi. 

Aluguel de Carro:

Alugar um carro, em Santiago, também tem um excelente preço. Para visitar as vinícolas mais distantes é bem vantajoso. Para ir a Valparaíso e Viña del Mar pode ser vantajoso também. Já que o passeio com as agências de turismos, além de ficarmos engessados, o passeio pode ser melhor explorado. Já para o Valle Nevado pode não ser muito vantajoso nos períodos de Nevada, já que é obrigatório o uso de correntes.

Hospedagem:

Sem sombras de dúvidas, o melhor local para se hospedar em Santiago é no Centro. Pois é extremamente fácil de se locomover, e é onde estão localizadas as principais estações de metrô da Cidade. Veja o mapa abaixo (a área em vermelho é a melhor área para se hospedar):

A maioria dos Hotéis são no estilo Flat, com quarto, banheiro, pequena sala conjugada com cozinha. E este estilo de hospedagem é muito confortável, ainda mais para quem viajar com crianças. É interessante se informar antes de fechar o contrato, se é realizado serviço de quarto (limpeza, etc).

Nossa sugestão de hospedagem com custo/benefício significativo é o Gen Suite & SPA, localizado no Centro de Santiago, na Av. Portugal, 415, com diárias em torno de R$ 200,00.

Linda imagem da piscina do Hotel com a Cordilheira dos Andes ao fundo



Passeios Turísticos:

Caso sua viagem não seja de pacote fechado, não é necessário adquirir os passeios daqui do Brasil. A empresa Turistik, que possui inúmeros quiosques e lojas pela cidade. No próprio mapa, disponível no aeroporto, é possível localizar todos os pontos da empresa na cidade.

Confeccionamos nosso roteiro previamente, e lá, em Santiago, fechamos todos os passeios que desejávamos (Valle Nevado, Valparaíso e Viña del Mar). Esta agência de turismo também realiza outros passeios como: Andes Panorâmico, Vinícula Undurraga, Isla Negra, Santiago City Tour, Concha y Toro e outros.

O passeio a Concha y Toro realizamos independente de agência de turismo, e foi muito fácil! Vamos explicar no momento oportuno.

Dica Geral: O Chile é considerado o roteiro mais caro da América do Sul. Os pacotes com agência de turismo tem saído em preços muito mais caros que uma viagem independente. A sugestão é que, caso você opte por realizar a viagem ao Chile através de um pacote turístico, converse bastante com seu agente sobre os valores, pois você pode acabar pagando muito mais caro.

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

9 thoughts on “O que você precisa saber para realizar uma viagem ao Chile

  • 11 de maio de 2015 em 19:08
    Permalink

    Oi adorei o blog e já estou seguindo, pena que só conheci depois que viajei para o Chile.

    Pessoal, também compartilhei dicas de Santiago no meu blog,

    Beijos

    Resposta
  • 23 de setembro de 2012 em 20:07
    Permalink

    Ahhhhh… então quer dizer que a senhorita está de volta! Fiquei feliz pelo retorno do blog. Falei pro marido agora que vc foi pra Santiago e ele pirou nas fotos… ele tá querendo planejar uma viagem pra lá, mas tá complicado tirar uns dias de folga do trampo! bjos e boa semana

    Resposta
  • 19 de setembro de 2012 em 20:46
    Permalink

    Q luxo está esse blog de cara nova! Faltam mais viagens, viu dona Fabiane, outro dia procurei Florianópolis e você não colocou quase nada e ficou pendente de dar dicas que não aconteceram. Seus leitores contam com suas infos para viagens, ok? Trate de fazer Florianópolis e completar as outras cidades que você citou acima, rss. Intimada, viu?

    Resposta
    • 24 de setembro de 2012 em 16:21
      Permalink

      Kate, eu não posso deixar estas viagens para depois, porque muitos detalhes eu acabo me esquecendo.
      Infelizmente, sobre Floripa, já tem tanto tempo, que não vou conseguir me lembrar de detalhes….
      🙁

      Resposta
  • 19 de setembro de 2012 em 19:06
    Permalink

    olá Fabiane,
    dicas maravilhosas e ficar em um hotel lindo assim melhor ainda!

    Beijos, valeu!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »