Dicas para visitar Salzburgo, na Áustria

 

A segunda cidade que escolhemos para nossa road trip pela Europa, em maio de 2014, foi Salzburg ou Salzburgo, na Áustria. Trata-se de uma cidade encantadora, rodeada por alpes, torres de igrejas, localizada às margens do Rio Salzach, e seu centro histórico é Patrimônio Mundial da Unesco desde 1996.Quando decidimos conhecer Salzburgo, eu só conseguia me lembrar de Mozart (já que foi a cidade de seu nascimento) e do filme “A Noviça Rebelde” (The Sound of Music), que relata a história real da família Von Trapp. E como não poderia deixar de ser, tudo por lá nos lembrou de Mozart e do filme.

Se você estiver passando pela Áustria, não deixe de incluir esta belíssima cidade em seu roteiro.

Salzburgo é dividida em duas partes, a parte velha da cidade e a parte mais nova (que nem é tão nova assim). E basicamente dá para conhecer tudo a pé mesmo, caminhando tranquilamente, de forma segura e sem estresse. Apenas dois passeios são mais distantes do centro histórico (Hellbrunn e Vila Trapp).
Clima:
Salzburgo é uma das cidades mais frias da Áustria. Conta-se que quase sempre chove. Mas o mês mais chuvoso é julho, e os mais secos costumam ser de janeiro a março. Fomos em maio e choveu quase o tempo todo, com um friozinho tolerável. Não prejudicou em nada, mas eu sempre acho chato quando chove, pois as fotos não ficam tão boas, andar com guarda-chuva não é confortável, sem contar que acabamos por molhar nossas roupas.
Hospedagem:
Ficamos hospedados no Mercure Salzburg City, que tem diárias a partir de 85 Euros. Ele não está localizado no centro histórico de Salzburgo, fica antes do rio Salzach. Mas nem utilizamos ônibus ou táxi para chegar no Centro Histórico. Fomos caminhando tranquilamente, cerca de 15 minutos, e já chegamos no Palácio de Mirabell. Os quartos são bem confortáveis, e a decoração bem bacana. Tem estacionamento pago a parte, e o único ponto negativo que achamos foi a internet muito lenta!
Localização: Bayerhamerstrasse 14 a.
Salzburg Card
Como nossa intenção era de conhecer muitas atrações em Salzburgo, optamos por adquirir o Salzburg Card, que custa 26 Euros, adulto, para uso em 24 horas. Ele se equipara ao CityPass que tem em algumas cidades, e vale muito a pena! Ele garante a entrada em quase 30 atrações, e só o valor das principais já ultrapassa o valor do cartão. Você adquire em qualquer das atrações, e depois é só apresentá-lo nas entradas.
O que fazer em Salzburgo:

Para conhecer Salzburgo listo as seguintes atrações imperdíveis:- Schloss Hellbrunn
– Schloss Mirabell
– Casa onde Mozart nasceu (Getreidegasse 9)
– Getreidegasse (toda a rua)
– Mozartplaz
– Salzburg Cathedral, ou DOM
– Festung Hohensalzburg
– Hotel Schloss LeopoldskronSchloss Hellbrunn
Furstenweg, 37 Hellbrunn, Salzburg
Trata-se de um palácio de veraneio em estilo italiano do século XVII. Ele possui muitas fontes que é uma das maiores atrações do local. E diferente do que todo mundo pensa, não é um passeio que você sairá molhado (a menos que você queira)! Eles avisam os locais e momento que poderemos nos molhar. O tour pelo Hellbrunn dura cerca de 40 minutos.

O Schloss Hellbrunn é um pouco mais distante do centro histórico de Salzburgo, em torno de 8 Km. O local conta com estacionamento, e para os que desejam ir de transporte público, também tem um ônibus que parte do centro de Salzburgo (Bus Linie 25, ou Line 25, ou Autobus Linea 25).

Do outro mapa abaixo, ainda dá para ver o quanto é extenso todo o local, porque além do palácio, tem um parque bem grande (Schlosspark Hellbrunn), onde o pessoal faz caminhada, corrida, etc.:

O lugar também é conhecido por abrigar o famoso Gazebo (uma espécie de coreto), local onde foram gravadas cenas do filme “A Noviça Rebelde”. Se você quiser visitar somente este local, nem é preciso pagar o ingresso, já que ele fica dentro da parte do parque, que é público. Veja no mapa abaixo, o local onde inicia o tour pelo Hellbrunn, o local do término, e o local onde está o Gazebo (que é ao lado do estacionamento).

As fontes do Hellbrunn
Local do início do tour pelo Hellbrunn
Um pouco do Parque
O Gazebo do Filme A Noviça Rebelde (The Sound of Music)

Schloss Mirabell atualmente é o Gabinete do Prefeito e dos conselheiros. Ele foi construído em 1606 pelo príncipe-arcebispo Wolf Dietrich para sua amante e filhos. O local é todo lindo, desde sua arquitetura, aos seus jardins encantadores! É um dos locais mais escolhidos por noivas para celebrar casamentos. E é no Palácio Mirabell que existe um dos salões mais bonitos da Europa, o salão de mármore, onde Leopoldo, o pai de Mozart, pediu para que ele tocasse piano. A entrada é gratuita, mas em ocasiões especiais, as visitas não acontecem (foi o que aconteceu conosco, pois no dia da nossa visita, ocorria um casamento).

Dos jardins do Mirabell, vê-se a Fortaleza

Foi neste jardim que Maria, do Filme A Noviça Rebelde, dançou com as crianças. Assista ao vídeo neste link.

 

Residência de Mozart, ou Mozart Residence, ou Mozart Wohnhaus (Makartplatz 8): logo depois do Palácio de Mirabell, a caminho do Centro Histórico, passamos pela casa onde viveu Mozart e sua família (diferente do local do nascimento, que fica no Centro Histórico). Foi neste local que Mozart morou durante 8 anos, antes de mudar definitivamente para Viena, e foi lá também que seu pai, Leopoldo, em 1787. Hoje, é um museu, sendo que apenas parte da casa é original, infelizmente a outra parte foi destruída por uma bomba durante a segunda guerra mundial. A entrada também está inclusa no Salzburg Card. Valor do ingresso 10 Euros por pessoa.

Mozarts Geburtshaus, ou Getreidegasse, 9, foi no terceiro andar deste edifício onde nasceu Mozart, em 27 de janeiro de 1756, e hoje é um dos museus mais visitados do mundo! Já imaginou a emoção de conhecer a casa onde uma das personalidades mais importantes da música clássica nasceu? Durante a visita, você passa em três andares, e, apesar de poucas coisas, é um acervo muito marcante a respeito da vida do músico e de seus familiares. Tem também alguns instrumentos
musicais originais e partituras de músicas
também originais. Fica aberto diariamente e o ingresso custa €
10, por pessoa.
Infelizmente, não admitem foto do ambiente interior.
Na entrada, onde ainda é permitido tirar fotos.

Getreidegasse, ou a “A Rua do Cereal”, é a rua comercial mais movimentada e famosa de Salzburgo, além de ser fofa! O nome deu-se, em 1150, pois era ali que transportavam e comercializavam grãos. Caminhar por esta rua é um passeio imperdível e espetacular. Aproveite para admirar suas casas, no alto, agrupadas lado a lado, e suas placas de ferro, que são padronizadas para todos os estabelecimentos.

Salzburg Cathedral, ou Dom, é a catedral de Salzburgo que foi projetada pelo arquiteto Santino Solari, e construída entre 1614 e 1628. Sua fachada é em mármore com duas torres de 68 metros de altura cada. Observe os órgãos, o altar, o teto e a pia batismal (onde Mozart foi batizado), que vieram de Roma e datam do ano de 1321. Infelizmente, em 1944, a cúpula foi totalmente destruída por um bombardeio e oportunamente reconstruída.

É uma das construções mais impressionantes da Cidade.

Kapitelplatz: a caminho do funicular para chegar à Fortaleza, passa-se pela Kapitelplatz, ao lado da catedral, que é conhecida por uma bola dourada bem grande (Sphaera), com a estátua de um homem olhando para a montanha. Aproveite para ver a linda fonte que fica também nesta praça.

Festung Hohensalzburg é a imponente fortaleza e, com razão e merecimento, um belíssimo cartão postal de Salzburgo. Trata-se de um belíssimo castelo medieval, que iniciou sua construção em 1077, e aos poucos foi se expandindo. E é de lá, que se tem uma das vistas mais bonitas da cidade. Para chegar lá no alto, a melhor forma é através de um funicular, cujo ingresso se adquire ao seus pés da Fortaleza. Se você estiver com o Salzburg Card, também está incluído no ticket, senão, o valor é 11,30 Euros por adulto (valor este para a entrada ao castelo, museu, subida e descida pelo funicular).

Fortaleza ao fundo
Subida pelo funicular
Vista do alto da Fortaleza para a cidade

E é no espaço abaixo que acontece o famoso concerto da Fortaleza. Para adquirir os tickets, acesse este link.

Mozartplaz foi uma praça criada em homenagem ao Mozart. Conta-se que os moradores da cidade não são tão fãs desta praça, porque na verdade a estátua em nada se parece com o Mozart. Mas é um grande ponto de homenagem ao compositor e músico.
 

Hotel Schloss Leopoldskron (Leopoldskron, 56-58, Leopoldskron-Moos): outro ponto muito interessante e bonito para conhecer em Salzburg, é o famoso palácio onde gravaram algumas cenas do filme “A Noviça Rebelde”. No filme, era a casa da família Von Trapp. Caso você queira se hospedar no Leopoldskron, acesse o próprio site do hotel, ou o site do booking, você consegue ver as fotos, e fazer reservas por lá. Os quartos dentro do palácio são mais caros, e os do prédio anexo são mais acessíveis.

Em Salzburgo também tem a ponte dos cadeados, uma espécie de “modinha” que começou em diversas cidades depois de Paris. E próximo à ponte, você consegue comprar um cadeado por uns 5 a 10 Euros.

E fizemos questão de deixar o nosso por lá:

Um outro local que não conseguimos visitar foi a Villa Trapp (Traunstraße 34, Aigen). Trata-se de um casarão bem antigo, que foi a real residência da família Von Trapp, durante os anos de 1923 a 1938. A casa foi conservada e hoje é um hotel! Você pode inclusive ficar na suíte que pertencia ao casal, a mais cara de todas.

Obs.: existe um tour pelos pontos do filme The Sound Of Music (A Noviça Rebelde). Você pode acessar este link.

Vá ao Café Mozart, que fica na Getreidegasse 22. Ele é um dos mais tradicionais conhecidos de Salzburg, assim como o Café Tomaselli. Tem gente que acredita que seja o Tomaselli o mais famoso. Mas parece bem dividido a preferência e destaque entre os dois.

A culinária de Salzburgo é a típica e farta cozinha austríaca, incrementada com o tradicional Salzburger Nockerl, um macio suflê doce. Sinceramente, não achei muita graça neste suflê não! Sua base é de claras de ovo em neve, e por baixo tem uma calda de cranberry. Mas se você é daqueles que gosta de experimentar uma comida típica… vale a pena!

Nós gostamos muito também de encontrar uma ferinha de rua, próxima a Dom, que vendia salsichas recheadas com queijo. Uma pausa nas andanças, com uma cerveja e tira-gosto deste, não tem preço!

Um outro lugar delicioso que fomos em Salzburg e achamos o ambiente muito agradável, foi o Bier Heuriger. Trata-se de um restaurante/bar, com um biergarten. Não ficamos no biergarten devido ao frio e chuva, mas o ambiente interno é muito aconchegante, os empregados atenciosos (se esforçam por falar em inglês, e te trazem cardápio também em inglês), cerveja boa, e comidinhas deliciosas! Logo que você pede a cerveja, eles já trazem os pretzels, aqueles famosos biscoitinhos alemães.

Pedimos um gnocchi de espinafre, que foi super saboroso, e salsichas weisswurst.

Outro ponto imperdível é a Cervejaria Stiegl-Brauwelt (Bräuhausstraße 9), para os amantes de boa cerveja! Ela originou-se em Salzburgo, em 1492, e além de museu, você pode fazer um tour pela cervejaria, participar de algum evento no espaço biergarten, e tomar cerveja, almoçar ou beliscar em seu delicioso espaço gourmet. Foi lá que degustei uma cerveja weiss, que confesso ser a mais deliciosa de todas que já experimentei.

Por fim, compre o Mozart Balls (um chocolate em homenagem ao Mozart, em forma de bola), nos supermercados de Salzburgo. São muito mais baratos que os vendidos pelas ruelas da cidade. E se você estiver em Viena, e também for em Salzburgo, deixe para comprar os chocolates em Salzburgo. A diferença de preços é gritante!

E você? Tem alguma dica ou informação útil sobre Salzburgo? Compartilhe conosco para enriquecer o post!

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

4 comentários em “Dicas para visitar Salzburgo, na Áustria

  • 1 de dezembro de 2017 em 23:47
    Permalink

    Estivemos em Salzburg no início desse ano, passamos 2 noites por lá. O momento indescritível foi ao chegar lá em cima na fortaleza, a VISTA para o outro lado da montanha… foi uma das imagens mais maravilhosas que já vi, um lugar de ficar boquiaberto , dizendo “oh meu deus, oh meu deeeus…” . Há uma planície e ao fundo os alpes austríacos, é algo CHOCANTE e que de lá da parte turística da cidade, mostrada nas fotos dessa matéria, você não tem ideia que exista. É lindo, lindo, lindíssimo (reparei que vcs estiveram por algumas horas chuvosas em salzburgo e isso pode ter atrapalhado um pouco o visual). Enfim, vale demais a visita.

    Resposta
    • 3 de dezembro de 2017 em 20:20
      Permalink

      Pois é Frederico!
      Salzburgo foi uma viagem maravilhosa!
      Nós amamos a cidade, mesmo sob chuva! rss
      Bom tem sua percepção, pois ajuda a outros seguidores na decisão do destino!
      Abs,

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Content is protected !!