Um dia pelo Queens, a região multicultural de Nova York – Astoria

 

Nessa nossa terceira visita à Big Apple, tivemos a oportunidade de realmente visitar e explorar com calma e planejamento todos os 5 “Boroughs” de NYC. No entanto, um dos distritos que nos chamou a atenção foi o Queens. Tão pouco divulgado no sites de viagem e tão pouco explorado pelos milhões de visitantes todos os anos, que preferem se ater apenas às atrações da ilha de Manhattan.Confesso que foi uma das melhores experiências que vivemos durante os 30 dias de janeiro que estivemos na cidade, às quais compartilhamos neste post. O choque de etnias e de inúmeras culturas em um mesmo espaço territorial é simplesmente sensacional.

Antes algumas informações interessantes sobre o Queens: Possui praticamente a mesma área territorial de Manhattan, Bronx e Staten Island juntas, é um dos 62 condados do Estado de Nova York e foi fundado em novembro de 1863, possuindo à época uma área bem maior que a atual. O distrito possui esse nome devido aos ingleses, que chegaram ao local em 1640 e a nomearam como “Queens County”, em homenagem à portuguesa Catarina de Bragança, rainha consorte e esposa do Rei Carlos II da Inglaterra.
Iniciamos nossa jornada pelo Queens bem cedo, saindo da estação de metrô da Times Square (42 Street), pegando a linha amarela N, descendo na estação Broadway, no bairro Astoria, bairro residencial muito tranquilo e com poucos turistas. Também é possível chegar ao QUEENS pelas linhas de metrô roxa, laranja e azul ou pela Queens Boro Bridge, caso prefira o deslocamento de carro.
Estação Broadway – Linha N amarela – Queens
Sabadão começou com muita neve no Queens
Era sábado pela manhã, e é rotina dos finais de semana nos Estados Unidos que as pessoas acordarem mais tarde para degustar o famoso “Brunch“, uma mistura de café da manhã e almoço. Decidimos pelo Sanford Astoria, localizado no número 30-13 da Broadway Avenue, cerca de 5 minutos à pé da estação de metrô. Preço justo, comida de ótima qualidade e atendimento diferenciado. Mas para qualquer Brunch, tente efetuar a reserva pelo aplicativo “Yelp“, para não correr o risco de perder a caminhada (nem todos locais de Brunch aceitam reservas). 

Nossas escolhas foram pelo Nutella Smores Waffle e o Organic Omelet. Veja o menu completo do brunch neste link.

Prontos para as intensas atividades do dia, afinal de contas nossa média diária era de 10 km de caminhada, resolvemos explorar um pouco da região de Astoria, rumo ao primeiro destino do nosso roteiro: o famoso Kaufman Astoria Studios.

Astoria já foi conhecido como o bairro grego do Queens, hoje é muito mais diversificado. É muito comum encontrar com moradores brasileiros, colombianos, peruanos, eslavos, dentre outras nacionalidades pelas suas ruas residenciais ou pela Steinway Street, principal rua comercial da região.

Depois de 30 minutos de caminhada pela Broadway Avenue e suas ruas residenciais adjacentes, finalmente chegamos ao Kaufman Astoria Studios, que já foi o braço direito da Paramount Studios na costa leste dos EUA, palco das filmagens de “Sex and the City“, do último filme da franquia “Homens de Preto” e hoje ainda é responsável por vários seriados americanos.

Infelizmente o estúdio não realiza tour a turistas, e tivemos que nos contentar apenas com visita externa e algumas fotos.

Prepare-se para outra visita inesquecível e muito bacana: o Museu da Imagem e Movimento, um verdadeiro deleite para os amantes do cinema.

Extremamente interativo, o museu possui uma exposição única que mostra a evolução dos projetores, desde os primórdios ainda no século XX, além das primeiras câmeras de estúdio e de gravações externas.
Você terá a oportunidade única de conhecer “in loco” cerca de 125 mil objetos originais que contam a história do cinema, desde fotografias históricas, quanto figurinos utilizados em inúmeros filmes, truques de maquiagens, pequenas maquetes e muitas peças em exposição.

Abaixo enumeramos alguns destaques extremamente interessantes do museu, como as primeiras televisões, o boneco “Mestre Yoda” utilizado na franquia STAR WARS, maquete utilizada no filme “Blade Runner, o Caçador de Andróides”, a Boneca utilizada no filme “O Exorcista”, Roupas utilizadas na franquia “A Hora do Pesadelo”, com o fenomenal Freddy Krueger, um pouco da história do cinema, a tecnologia utilizada nos eventos esportivos, Personagens famosos do cinema e suas máscaras, sessão nostalgia e outros.
Aos mais fanáticos, um dia inteiro será insuficiente para tanta cultura nerd. Sensacional!!
Informações importantes sobre o museu:
Preço: $ 10 (Estudantes/Idosos): $ 7 Crianças entre 3/8 anos: $ 5
Horário Funcionamento: Terça a quinta: 10hs às 17hs, Sextas: 10hs às 18hs e sábados e domingos: 10hs às 17hs – Fechado às segundas e feriados

Depois de boa parte da manhã imersos nesse fantástico museu, seguimos pela famosa Steinway Street, uma das ruas mais famosas de Astoria/Queens, rumo a região norte, onde é possível visualizar desde Lojas de Moda Islâmica, quanto restaurantes Egipcíos e lojas especializadas em filmes de Bollywood, na Índia. Uma pluralidade de mundos em um país!

Andando pelas ruas próximas e adjacentes, é possível ouvir a cada esquina pessoas conversando em inglês, russo, português, francês, dentre outras línguas. Nossa sugestão? Perca-se pela Steinway Street, sem rumo definido e sem pressa, entre nas lojas, converse com as pessoas, tome um café numa “Bakery” escolhida sem qualquer critério e faça parte dessa experiência multicultural fantástica. 

Após um dia extremamente produtivo, onde conhecemos cada pedacinho de Astoria, resolvemos explorar outra região não menos fantástica do Queens, mais conhecida como Jackson Heights, que será relatado em outro post.


Até a próxima! 

Fábio Almeida

Major, 43 anos, conhece 38 países, viajante inveterado, cinéfilo, apreciador de vinhos e cervejas especiais, fotógrafo amador, viciado em natação, corrida e quadrinhos! Força na Luta! Sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Content is protected !!