Conheça York: uma cidade medieval com herança Viking na Inglaterra

York é uma cidade Medieval com herança Viking e de suma importância histórica para o Reino Unido. Neste post, veja todas as dicas para conhecer uma das mais charmosas cidades da Inglaterra.

Sabe aquela cidade apaixonante, cheia de ruelas e construções medievais, com uma bagagem histórica de cair o queixo? York é tudo isso e muito mais. Neste post, compartilho várias informações para quem deseja visitar a cidade, especialmente em um dia.

Breve histórico de York

Mas antes de tudo, é essencial conhecer um pouco da história de York para compreender cada um dos pontos turísticos que você irá visitar na cidade.

York é uma cidade do condado de Yorkshire, e apesar de existir evidências arqueológicas de que povos mesolíticos estabeleceram-se na região entre os anos 4.000 e 2.000 a.C., a cidade foi fundada pelos romanos em 71 d.C., quando era chamada de Eboracum.

Mas na época em que a cidade foi fundada, diante de instabilidade dos romanos com líderes hostis de uma tribo chamada “Brigantes”, foi construída uma fortaleza militar de madeira para defesa e guarda da região, que foi exercida pela legião VI.

Mais tarde, esta fortaleza construída em madeira teve suas paredes reconstruídas em pedras, sendo que o local conhecido como Principia – sede onde a administração da legião e de cerimônias religiosas – pode ser visto atualmente na fundação da York Minster.

Os Romanos não só fundaram York (ou Eboracum, naquela época), como nos três séculos seguintes a transformaram em um centro de grande importância mundial. Durante este período, o Imperador Romano Constâncio Cloro faleceu na cidade, quando seu filho o Imperador Romano Constantino – O Grande – assumiu o poder (tem até uma estátua dele nas imediações da York Minster).

Ruelas medievais em York

Depois da queda do império romano, a cidade passou por um período anglo-saxão, mas pouco se sabe desta época. Sabe-se apenas que a igreja teve um importante papel em York, e que neste período foi considerada um lugar “iluminado” por toda a Europa.

Em 866, York (ou Jorvik, como passou a ser chamada) foi invadida por Vikings que a tomaram, mas depois fizeram que a cidade se tornasse um importante porto fluvial, devido às extensas rotas de comércio Viking do norte da Europa. York permaneceu sob o domínio Viking até 954 d.C. (quase cem anos!!!!) quando a tentativa de unificação da Inglaterra, pelo Rei Eadred, foi positiva, e os Vikings “perderam o”poder” sobre a cidade.

Durante a invasão normanda, York teve muitas construções destruídas, mas inúmeras outras construções foram erguidas. Os comerciantes começavam a prosperar, e a cidade foi finalmente chamada de York.

Já na Idade Média (1199 a 1485), York “cresceu como um importante centro de comércio de lã e tornou-se a capital da província eclesiástica do norte da Church of England, um papel que ela manteve” (Wikipédia).

E é exatamente desta época, que se vê inúmeras construções na cidade além das balburdias – ruelas medievais, como é o caso da famosa “The Shambles” que deixam a cidade com aquele toque especial característico da Idade Média. 

Bem mais tarde, em 1839 (mas em uma história mais recente), a cidade recebeu uma ferrovia, o que, com sua localização estratégica entre Londres e Edimburgo, na Escócia, York se tornou um importante centro ferroviário, e dividia o progresso da cidade com a indústria e a produção de chocolate.

E aos poucos a cidade se tornou uma das mais visitadas na Inglaterra. 

Quando ir e quanto tempo ficar em York

York é linda o ano inteiro: seja no inverno, primavera, verão ou outono. O único inconveniente de ir no inverno é que os dias são mais curtos, o que, para quem vai ficar só um dia, acaba ficando um pouco corrido.

Se tiver como programar sua viagem durante algum dos festivais que a cidade realiza, melhor ainda! Em fevereiro, por exemplo, acontece o JORVIK Viking Festival inspirado nas grandes celebrações chamadas “Jolabot”, que era uma forma de celebrar a entrada da primavera e o término de uma época de dificuldades com o inverno. Não sei vocês, mas eu sou alucinada com estas coisas Vikings, nórdicas… e se o cenário for medieval, melhor ainda! 

Para verificar os Festivais que acontecem anualmente em York, acesse o link oficial da cidade clicando AQUI.

Nós fomos em janeiro de 2017, com dias curtos, frio, mas não pegamos nem chuva, nem neve. O frio era bem tolerável.

Depois de escolhida a época em que visitará York, recomendo ficar pelo menos um dia na cidade com pernoite. No cair da noite, essas cidades medievais ficam ainda mais incrível! 

Como chegar em York:

Chegamos em York a partir de Manchester devido ao nosso roteiro de 30 dias no Reino Unido. Mas a maioria das pessoas chegam em York a partir de Londres ou de Edimburgo, já que ela está entre as duas cidades.

A partir de Londres, são menos de duas horas de trem. Já de Edimburgo, de trem, são quase 2:30h.

Comprei a maioria dos tickets de trem pela Virgin Train. Mas de tanto em tanto tempo, por questões de segurança interna de sites, eles bloqueiam a compra para determinados países. Então, o Brasil é a bola da vez! 

Nada impede que você compre quando estiver em Londres ou Edimburgo. Mas comprando com antecedência os preços são bem melhores. Então, recomendo o site da National Rail.

Onde se hospedar em York:

Para quem vai pernoitar na cidade, recomendo o hotel que ficamos hospedados que possui excelente custo-benefício: Jorvik House

O hotel é super charmoso, confortável e está localizado em frente a uma das partes do muro medieval, a poucos minutos da Galeria de Arte de York e da York Minster. 

York e suas muralhas medievais

 

York e suas muralhas medievais

 

York Pass: vale a pena comprar?

York Pass é o cartão que dá acesso a grande maioria das atrações de York, (são 26 atrações inclusas neste passe). 

York Pass – o cartão de entrada em 26 atrações de York

Todo mundo questiona se estes passes valem a pena, e eu sempre respondo a mesma coisa: some o valor de todas as atrações que pretende visitar. Se o valor dos tickets separados ultrapassar o valor do passe, sem sombra de dúvidas que vale a pena! 

O York Pass (em abril de 2019) custa 45 Libras. E você pode adquiri-lo, clicando AQUI.

O que fazer em York

Apesar de ser uma cidade aparentemente pequena, York possui muitas atrações. Para um dia na cidade, listo as principais que você deve visitar e valem muito a pena:

  • York Minster: 

Deangate, York 

Funcionamento: de segunda-feira a sábado, das 09am às 04:30pm

Ticket: 11 Libras (incluso no York Pass)/ Torre: 5 Libras

York Minster – a belíssima Catedral de York

Simplesmente impressionante! York Minster é a Catedral de York e a maior catedral em estilo gótico do norte Europeu. Sua história e fundação remota-se ao século VII. Para ser mais precisa, o registro mais antigo, de 625, faz referência a uma igreja de madeira que realizou o batizado de um Rei. 

Mas a igreja passou por muita destruição, incêndio e reconstrução. A construção que vimos hoje, começou a ser realizada por volta de 1080, e demorou em torno de 400 anos para chegar ao ponto que vimos hoje. 

Interior da York Minster

 

Nave da York Minster, em York

A título de curiosidade, a Nave da igreja demorou 60 anos para ser construída, medindo 63m de cumprimento, 32m de largura e 29m de altura, o que a torna a maior Nave Gótica medieval em uma catedral inglesa.

Aproveite para observar os vitrais da Catedral de York. Alguns deles remontam ao século XII. 

A Janela chamada “coração de Yorkishire” no interior da Catedral de York

Na foto acima, uma belíssima janela concluída em 1340 que carinhosamente é apelidada como o “coração de Yorkshire”, que tacitamente repassa a mensagem do propósito da igreja.

Outro ponto que chama muito a atenção na York Minster é o “coro alto”, que possui quinze esculturas dos reis ingleses feitas em pedra durante o século XV. Elas dividem o coro e o santuário da nave da igreja, e representam os reis ingleses desde Guilherme, o Conquistador a Henrique VI.

Coro Alto na Catedral de York – 15 imagens dos Reis da Inglaterra

 

Coro Alto na Catedral de York – 15 imagens dos Reis da Inglaterra

Observe todos os detalhes. E se possível veja antes os detalhes do mapa interativo que lhe ajudará a entender todos os significados de cada parte da construção de York Minster. 

Existem visitas guiadas gratuitamente de segunda-feira a sábado, das 10am às 3pm. Às 1:30pm, acontece também o passeio guiado e gratuito para explorar os vitrais medievais da Catedral. 

  • Torre Central de York Minster:

5 Libras

Horário pré-agendado

Sempre que possível, gostamos de apreciar a vista da cidade do alto das torres das igrejas, ou campanários. E estávamos ansiosos para visitar a torre de York Minster, que é acessível depois de 275 degraus. 

Confesso que, em um primeiro momento, a quantidade de degraus nem me assustou. Compramos o ingresso para a visita à torre, e falaram o horário que a gente deveria retornar. E naquele horário, inicia o tour para todas as pessoas que agendaram no mesmo horário.

Então, começa a parte difícil da visita que eu não sabia: você sobe, junto com outros turistas, os 275 degraus sem parar até o topo da torre, em escadas apertadas e pouquíssimas janelas – péssimas para quem é claustrofóbico. 

Escada de acesso a torre da York Minster

 

Durante a subida para a Torre de York Minster

A vista lá de cima é incrível! Valeu o esforço, mas eu não teria passado sufoco se tivesse lido com atenção as precauções da visita! Então compartilho esta informação aqui, para que você se prepare mentalmente e fisicamente, além de ir com roupa e sapatos adequados, caso pretenda visitar a torre 😉

Vista de York da torre da York Minster

 

Vista de York da torre da York Minster

Lembram-se da história de York que contei no começo deste post, que quando York foi fundada pelos romanos em 71 d.C., diante de uma instabilidade dos romanos com líderes hostis de uma tribo chamada “Brigantes”, foi construída uma fortaleza militar de madeira para defesa e guarda da região, que foi exercida pela legião VI? E que mais tarde, esta fortaleza construída em madeira teve suas paredes reconstruídas em pedras, sendo que o local conhecido como Principia – sede onde a administração da legião e de cerimônias religiosas? Então é exatamente isso que vê no Undercroft Museum.

Foto Divulgação: York Minster

Undercroft Museum conta a história de dois mil anos de York através de telas interativas e artefatos de coleção da catedral. Para amantes de história, um verdadeiro deleite! 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

  • Muralhas Medievais de York (York City Walls):

Gratuito

Funcionamento: das 8h até o anoitecer. Exceto quando em reparos ou em condições climáticas que não garantam a segurança dos visitantes.

Distância: 3,4km (ou 2 milhas)

Site Oficial: York Walls

Desde a época da fundação de York, pelos romanos, a cidade tem sido vigiada pelos muralhas medievais. Você poderá encontrá-las em York como “muralhas medievais”, “muralhas da cidade de York”, “Bar Walls” ou “Muralhas Romanas”, apesar de que as muralhas, da época romana, eram construídas em madeira, o que contradiz com a situação que visitamos hoje. 

Google Maps do City Walls (em vermelho)

Abaixo, a entrada “Bootham Bar” que foi nosso ponto de partida para caminhar pelas Muralhas Medievais em York. 

Bootham Bar – na Muralha Medieval em York

As portarias das muralhas são chamadas de Bar, e as quatro principais são: “Bootham Bar, Monk Bar, Walmgate Bar e Micklegate Bar”. Conta-se que as partes mais originais das muralhas são as que estão localizadas nas portarias, ou “Bares”. 

Na High Petergate, quase em frente para a Galeria de Arte de York, subimos a Bootham Bar e seguimos até Monk Bar. Assim, conseguimos contornar a York Minster, o Dean’s Park, além de ter uma visão bem bacana do que estes muros representavam/representam para a cidade. 

Muralha Medieval de York

 

Muralha Medieval de York

 

Monk Bar, na Muralha Medieval de York

Como só tínhamos um dia na cidade, andamos bem pouco da Muralha. Mas quem tiver com mais tempo, vale a pena caminhar os 3,4km de toda a trilha, já que ele passa por vários pontos importantes da cidade, além dos Rios Foss e Ouse.

  • The Shambles:

The Shambles é uma antiga rua dos açougueiros de York, no estilo medieval mais conservado que já vi. Shambles vem da palavra “Shamel” que significa bancas ou bancos em que a carne era exibida (consigo imaginar um pouco deste cenário medieval). E apesar de que no passado The Shambles teve muitos açougues no local, hoje a rua é cheia de lojinhas muito charmosas.

The Shambles, York

O que vimos hoje das “The Shambles” foi reconstruído por volta de 1400, e apesar de ser bem curta, ela é um exemplo real do que é uma rua medieval, uma verdadeira balburdia!

Observe as construções medievais da famosa The Shambles: quanta história! 

The Shambles, York

Imperdível visitar The Shambles em York! 

  • Caminhe pelo centro histórico de York: aproveite que está na The Shambles, e caminhe descompromissadamente pelas ruas do centrinho de York. Você vai amar! 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

3-4 Kings Square, York YO1 7LD, Reino Unido

Funcionamento: diariamente das 10am às 4pm

Valor da visita: 12,95 Libras (está incluso no York Pass, mas se quiser comprar à parte e reservar com antecedência, clique aqui.

O chocolate é muito importante para a cidade de York. No passado, enquanto outras cidades se enriqueciam de lã, algodão ou aço, York se desenvolvia através do chocolate. Algumas marcas como KitKat, Smarties e Aero (da Rowntree), Chocolate Oragen e All Gold (da Terry´s) e Mary Ann Toffes (da Craven´s) saíram de York e foram muito importantes para o desenvolvimento social e industrial da cidade.

York´s Chocolate Story

A visita guiada ao York´S Chocolate Story mostra a história por trás dos maiores nomes do chocolate, revela detalhes da produção de chocolate e, ao final dá para divertir um bocado tentando aprender a fazer o nosso próprio chocolate!

(Na verdade, o chocolate já está pronto. Você só brinca que está decorando… mas mesmo assim é muito divertido!)

 

  • Roman Bath:

St Sampsons Square, York

Valor do ticket: 3,50 Libras (incluso no York Pass)

Funcionamento: diariamente, das 11am às 17pm

Imagine uma situação: no lugar de uma pousada, em York, por volta de 1929/1930, começam a construir um Pub. Mas então, durante estas obras, foi descoberto que no porão deste futuro Pub tinha uma casa de banho romano datado dos século 1 d.C. 

O Roman Bath é, provavelmente, um dos lugares mais antigos de York (da época que a cidade ainda era Eboracum), e que verdadeiramente retrata um pouco da época romana da cidade.

Ao que tudo indica, os banhos romanos foram construídos pela Nona Legião por volta de 71d.C.

Como a gente foi mais cedo, não esperamos para conhecer o Pub, que fica acima da casa de banho romana.

19 Coppergate, York YO1 9WT, Reino Unido

Funcionamento: de abril a outubro, das 10h às 5pm / de novembro a março, das 10h às 16h.

Valor: a partir de 12,50 Libras  (incluso no York Pass)

Regras e outras informações, clique aqui.

Como contei mais acima, os Vikings (apesar de toda sua reputação temida por muitos na Europa) ajudaram muito no progresso de York, e a cidade ficou bastante tempo sob o domínio Viking. E o Jorvik Vking Centre é uma atração que compartilha um pouco da história dos Vikings em York. 

Por volta de 1976 a 1981, York Archaeological Trust realizou extensas escavações em uma área que seria construído um shopping. Foi aí, então, que descobriram uma construção de madeira de Jórvik – a cidade viking. E junto com esta descoberta, encontraram cercas, poços, currais… e mais de 40.000 objetos de aproximadamente 900 d.C.

Foto Divulgação: JORVIK Viking Centre

Infelizmente não conseguimos chegar a tempo, pois em janeiro a atração fecha às 4pm. Mas é uma atração IMPERDÍVEL na cidade, ainda mais para quem ama a história viking.

Tower Street, York, North Yorkshire, YO1 9SA

Valor do Ticket: a partir de 5,70 Libras (incluso no York Pass)

Funcionamento: todos os dias com exceção de segunda-feira, das 10am às 6pm.

Castelo de York foi construído, em 1068 por Guilherme, o Conquistador, e serviu como uma prisão e uma casa da moeda real em seu tempo.

Outras atrações: visite o site do Visit York.

Para apaixonados por cerveja:

12 Toft Green, York YO1 6JT, Reino Unido

Visitas guiadas (em torno de 40min), quatro vezes por dia, 8 Libras, reservas pelo e-mail [email protected]

York Brewery
  • Ye Olde Starre Inne:

40 Stonegate, York YO1 8AS, Reino Unido

Funcionamento: das 11am até meia noite

Ye Olde Starre Inne é um dos Pubs mais antigos de York, datado em 1644. Uma delícia de pub tipicamente inglês. 

Ye Olde Starre Inne, York UK

 

Ye Olde Starre Inne, York UK

E se até agora não consegui te convencer a conhecer York, a última tentativa está nesta foto:

York UK

Apoio: Visit Britain Br e Visit York.

******************* 

Para cotar e reservar hotéis: somos parceiros do Booking.com. Quase sempre as reservas podem ser canceladas, sem cobrança de nenhuma taxa, o que possibilita que o viajante altere sem ser prejudicado. Ao reserva pelos links do blog, a gente ganha uma pequena comissão que ajuda na manutenção do blog. Para reservar hotéis na Inglaterra, clique AQUI.

Para cotar e contratar seguros de viagem: já falamos várias vezes sobre a importância de contratar um seguro de viagem quando viaja para o exterior. Se o seu cartão de crédito não fornecesse o seguro de viagem gratuitamente, faça sua cotação com nosso parceiro Seguros Promo, uma empresa de BH que cota os melhores preços de seguro para a modalidade que você pesquisa. Para fazer sua cotação clique AQUI, e digite o código VIVENCIAS5 para ganhar 5% de desconto.

Para comprar chip de dados para viagem internacional: não dá para viajar para o exterior sem internet no celular. Até que dá… mas torna tudo mais difícil. Se a gente pode simplificar, então vamos simplificar. Somos parceiros do Easysim4you, que é um revendedor da T-mobile e oferece chips de dados com internet ilimitada para mais de 140 países. Para comprar seu chip, clique AQUI.

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

4 thoughts on “Conheça York: uma cidade medieval com herança Viking na Inglaterra

  • 25 de abril de 2019 em 12:42
    Permalink

    Olá, já estive em York ,encantador, mas depois da sua postagem da vontade de voltar e visitar os espacos que não fui. Obrigada, mto bom mesmo.

    Resposta
    • 25 de abril de 2019 em 15:04
      Permalink

      Que coisa boa!!! Fiquei muito feliz com seu comentário!
      Então “bora” programar de voltar em York?
      Beijos

      Resposta
  • 24 de abril de 2019 em 19:20
    Permalink

    Estou impressionado com a descrição que lí.
    Resta cumprimentar parabenizando por tamanha competência.

    Resposta
    • 25 de abril de 2019 em 15:06
      Permalink

      Aristides,
      eu fiquei quase uma semana escrevendo este post.
      Eu queria que vocês entendessem como a história de York é importante.
      E como a cidade merece uma visita.
      Ao final, com comentários como o seu, fico ainda mais motivada a melhorar os próximos posts!
      Abraço!!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »