Greyfriars Bobby: o cão mais famoso e fiel de Edimburgo

Greyfriars Bobby: a história de cãozinho fiel, devoto e amigo, que marcou a história da Escócia

O ditado “o cão é o melhor amigo do homem” já diz tudo. E se tem histórias que mexem com o emocional das pessoas são aquelas que relatam a lealdade de alguns animaizinhos a seus donos. Sei que devem existir uma grande quantidade delas. Mas algumas ficaram mais conhecidas como a de Hachiko – do Japão, que até originou o filme “Sempre ao Seu lado“, a de Canelo, na Espanha, e a de Greyfriars Bobby, na Escócia. 

Estátua de Greyfriars Bobby, em Edimburgo

A história de Greyfriars Bobby, de Edimburgo

Ainda no século XIX, lá pelos anos 1850, quando a Cidade Nova acaba de ser construída, chegava em Edimburgo um jardineiro com sua esposa e filho. Mas coincidia que a cidade recebia muitos imigrantes e não foi tão fácil para John Gray encontrar um trabalho como jardineiro. Então, em uma busca constante para não ficar sem emprego, John conseguiu um emprego de vigia noturno na cidade. 

Mas como também era de se esperar, as noites de John não era fáceis, sem falar da dificuldade com o frio do inverno da capital escocesa. Assim, John decidiu arrumar um cachorrinho para lhe fazer companhia durante as longas e noites frias na cidade. O cachorro escolhido foi um Skye Terrier, que John colocou o nome de Bobby.

Na rara fotografia da família de John abaixo, já dava para ver o carinho dele por seu dono: olhos fixos em seu companheiro e amigo.

Fotografia de Greyfriars Bobby. O falecido Sr. Traill e família, com “Greyfriars Bobby” no colo da Sra. Traill. Fonte: https://simplyfixit.co.uk/
Estátua de Greyfriars Bobby, em Edimburgo

Logo, não só durante as noites frias de inverno, mas também durante as noites mais brandas dos verões, tornou-se uma visão comum e familiar que John e seu cãozinho Bobby andassem pelas ruas de Edimburgo.

Com o passar de alguns anos, John infelizmente contraiu tuberculose, e acabou falecendo da doença em 15 de fevereiro de 1858, sendo enterrado no cemitério da cidade chamado “Greyfriars Kirkyard“, que inclusive é cheio de histórias e merece uma visita! 

Greyfriars Kirkyard, em Edimburgo

 

Greyfriars Kirkyard, em Edimburgo

E aí que a história de lealdade ganhou ainda mais força: Bobby comoveu os moradores locais ao recusar deixar o túmulo de seu companheiro e amigo John, mesmo nas noites mais frias de inverno. Mesmo cansado de tentar expulsar o cachorrinho de perto do túmulo do ex dono, o Jardineiro e zelador do cemitério decidiu ajeitar um abrigo para que Bobby continuasse ali, pelo menos de uma forma mais confortável. 

Greyfriars Bobby, em Edimburgo

Conta a História, que multidões compareciam diariamente ao cemitério, por volta do meio dia – quando soltavam o tiro de canhão do Castelo de Edimburgo, para ver o cãozinho Bobby deixar o túmulo e ir até a mesma cafeteria onde costumava ir com seu falecido dono, onde lhe davam uma refeição. 

Bobby se tornou um cão tão querido na cidade, que até o Lord Provost Sir William Chambers pagou sua licença, depois da publicação do Estatuto de 1867, onde todos os cães da cidade deveriam ser licenciados ou caso contrário deveriam ser sacrificados. Sir William ainda o presentou com uma coleira com a inscrição em latão que dizia “Greyfriars Bobby from the Lord Provost 1867 licensed“, que se encontra exposta no Museu de Edimburgo

E assim, ao longo de 14 anos, Bobby continuou presente ao lado do túmulo do seu falecido dono, sendo muito bem cuidado pelos próprios moradores de Edimburgo, quando infelizmente chegou o ano de sua morte, em 1872, 14 anos depois da morte de seu dono.

Uma baronesa da época, Angelina Georgina Burdett-Coutts, quis homenagear o tão leal e devoto cãozinho Bobby, e assim solicitou que fosse erguida uma fonte de granito com a estátua de Bobby no topo, localizada bem próxima do próprio cemitério, e que hoje recebe vários turistas sensibilizados com a história e que visitam a cidade:

Há também uma lápide em sua homenagem logo na entrada do cemitério Greyfriars Kirkyard, que fica a poucos metros da estátua erguida em sua homenagem: 

Greyfriars Kirkyard, em Edimburgo

 

Greyfriars Kirkyard, em Edimburgo

 

Greyfriars Kirkyard, em Edimburgo

Para visitar a estátua e o túmulo de Bobby, veja a localização neste mapa.

E ai? Qual sua história favorita de lealdade de animais? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

 

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »