Como assistir a um jogo do Steaua Bucareste, em Bucareste

Como de costume, durante nossa visita à cidade de Bucareste, Capital da Romênia, procuramos nos informar sobre o calendário de jogos do Steaua Bucareste, fundado em 1947, maior clube de futebol do país, além de maior campeão tanto do campeonato romeno quanto da Copa da Romênia, e acreditem, Campeão da Liga dos Campeões da Europa na temporada 1985/86, batendo nos pênaltis, na final, o poderoso Barcelona.

Outras curiosidades sobre essa temporada fantástica na história do clube: na final, durante as cobranças de pênaltis contra o Barcelona, o goleiro Helmuth Ducadam defendeu todas as 4 penalidades cobradas pelos catalães, transformando o Steaua no primeiro clube do leste europeu a levantar a principal taça do continente. E outra: em 1987, o Steaua Bucareste também levantou a taça da “Supercopa Européia”, vencendo o Dínamo de Kiev.

Tempos realmente inesquecíveis!!

Para conhecer mais sobre o clube, acesse o site oficial AQUI.

Arena Nationalã – Steaua Bucareste

Como tratava-se de um jogo de início de temporada do Campeonato Romeno e contra o CSM Lasi, time considerado pequeno, resolvemos nos arriscar e comprar os ingressos na própria bilheteria da “Arena Nationalã“, construído no mesmo local do antigo “Estádio Nacional Lia Manoliu“, inaugurado em 1953 e demolido entre os anos de 2007 e 2008.

Arena Nationalã – Steaua Bucareste

Algumas curiosidades sobre a Arena Nationalã:

  • Foi construída entre os anos de 2008 a 2011, ao custo de 234 milhões de Euros, com capacidade para 55.600 espectadores;
  • É a “casa” oficial da Seleção Romena, bem como o Estádio onde anualmente são realizados os jogos envolvendo a final da “Copa da Romênia” e as finais da “Super Taça” da Romênia.
  • A final da Liga da Europa em 2012, Atlético de Madrid 3×0 Atlético de Bilbao, foi realizada na Arena.

Para mais informações sobre o Estádio, acesse o site oficial AQUI.

Arena Nationalã – Steaua Bucareste

COMO CHEGAR NO ESTÁDIO:

Como alugamos um carro, ficou fácil, pois são apenas 15 minutos desde o Palácio do Parlamento, um dos principais pontos turísticos da cidade, com apenas com um detalhe: o estacionamento no entorno da Arena Nationalã não é dos melhores, e mesmo tratando-se de um jogo de rotina e sem grande apelo de público, conseguimos estacionar apenas a cerca de 5 quarteirões do Estádio.

Caso prefira o transporte público, a sugestão, a partir do Palácio do Parlamento, é caminhar cerca de 15 minutos até a estação de metrô “Piata Natiunile Unite“. Dali são 14 paradas até a estação “Bulevardul Pierre de Coubertin“, que fica cerca de 500 metros do Estádio. Tempo total de deslocamento: 50 minutos.

Chegando ao Estádio, seguimos direto até a bilheteria, e constatamos que realmente a procura não era das maiores, e com muita facilidade adquirimos nossos tickets. Vale destacar a quantidade impressionante de cambistas, que praticamente não deixam os torcedores chegarem até as bilheterias. Pagamos 40 “Lei” por cada ticket, ou seja, cerca de R$ 30,00, um preço bem razoável levando-se em conta os preços praticados no Brasil.

Caso prefira adquirir tickets pela internet, clique AQUI na página oficial do clube.

As primeiras impressões foram apenas razoáveis, pois os acessos ao Estádio são bem restritos e a iluminação muito ruim. Fico imaginando o transtorno e a bagunça nos dias de jogos com a Arena lotada! Já no seu interior, avaliação extremamente positiva: Belíssimo estádio, com instalações modernas, acústica perfeita, excelente visibilidade de qualquer lugar das arquibancadas e muito confortável.

Arena Nationalã – Steaua Bucareste

Assistimos a partida bem próximo às cabines reservadas para a imprensa, em local com vista privilegiada para o espetáculo.

Como sempre, a camisa alvinegra mais linda do mundo esteve presente!

Arena Nationalã – Steaua Bucareste

Resumo da partida: estádio vazio, jogo morno, com muita correria e pouca emoção, com direito a jogador expulso do Steaua e empate em 1×1.

Abaixo, pequeno vídeo com alguns segundos da nossa experiência:

Até a próxima!!

Fábio Almeida

Major, 43 anos, conhece 38 países, viajante inveterado, cinéfilo, apreciador de vinhos e cervejas especiais, fotógrafo amador, viciado em natação, corrida e quadrinhos! Força na Luta! Sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Content is protected !!