Aspen, além do esqui

Todas as dicas para visitar Aspen, no Colorado, o ponto de parada dos artistas e celebridades, além de ser uma das estações de esqui mais famosa do mundo.

 

Desde que assisti ao filme “Débi & Lóide“, por volta de 1995/1996, tive a certeza absoluta de que um dia visitaria Aspen. E esta visita saiu agora em janeiro de 2018, depois de quase desistirmos de visitá-la com medo das condições climáticas, já que este ano havia previsões de ser um inverno rigoroso e com muitas nevascas.

Geralmente, quando ocorre alguma tempestade de neve muito forte, ou chove e as temperaturas estão muito baixas formando os “black ice”, as estradas ficam fechadas. Mas por sorte não desistimos! 🙂

E o mais engraçado foi que nosso maior medo era de pegar tempestade de neve nas estradas, o que de fato aconteceu, e da pior maneira possível!

Um pouco da História de Aspen

No começo, Aspen era apenas um campo de verão para os Índios UTE (grupo indígena americano cujo nome vem de “excavadores de las cimas de las montañas”, escaladores de topos de montanhas – Yuta). Mas a partir de 1870, teve seus primeiros colonizadores que chegaram para a escavação das minas de prata.

Naquela época, ficou conhecida como Ute City, mas somente em 1880 foi batizada por Aspen, quando chegou a mais de 10.000 habitantes, incluindo os mineiros e suas famílias.

A partir daí, Aspen viveu anos de muitos frutos para os mineiros, construiu bancos, escolas, igrejas, óperas. Mas com a queda da exploração das minas, sua população reduziu drasticamente, não chegando nem a mil habitantes em meados do ano 1930.

Mas Aspen precisava reerguer-se, e então começaram a enxergá-la como uma possível estação de esqui, quando em 1946, foi criada a empresa Aspen Sking Corporation – Ski Co., tornando-se rapidamente um conhecido resort de esqui. E não demorou muito para que Aspen se tornasse ponto de parada de artistas e celebridades, e atualmente é considerada um dos lugares com imóveis mais caros dos Estados Unidos.

É possível ver algumas construções da época da exploração das minas de pratas em Aspen, como o Hotel Jerome, no qual ficamos hospedados, bem como a Wheeler Opera House, ambos construídos pelo Sr. Jerome B. Wheeler, um empresário muito respeitado, ex-presidente e sócio da famosa loja de departamento de Nova York, Macy’s, que faleceu em 1918.

Celebridades em Aspen:

Aspen é o ponto de parada dos ricos e famosos. Inúmeras celebridades já passaram na cidade durante o inverno deste ano. Elton John, Leonardo Dicaprio, Dakota Johnson, Melanie Griffith, Kevin Costner e Mariah Carey foram algumas das celebridades que passaram por lá desde o natal do ano passado. Sem falar do tão comentado noivado de Paris Hilton com Chris Zylka. Isso sem falar de outras celebridades que também estiveram por lá.

Pouco depois da nossa partida da cidade, outras celebridades também estiveram em Aspen… e é sempre assim, ano após ano, Aspen é frequentada por famosos.

Mas não é assim tão fácil de encontrá-los. Durante o inverno, vai ser quase impossível reconhecer algum deles com aquele tanto de roupa de frio, além dos acessórios e equipamentos de esqui. Sem falar que os hotéis fazem de tudo para resguardar e proteger a privacidade dos seus hóspedes, isso quando eles não ficam inacessíveis nas mansões alugadas para temporada com a família ou amigos.

O Hotel Jerome, que ficamos hospedados, é queridinho pela Cameron Diaz, pelo Jack Nicholson, Melanie Griffith e Antonio Banderas. Veja os hotéis preferidos pelas celebridades em Aspen clicando AQUI.

Localização de Aspen:

Aspen encontra-se localizada no Estado americano do Colorado, no Roaring Fork Valley, ao longo do Rio Roaring Fork, entre as Red Mountain, Smuggler Mountain e Aspen Mountain.

Como chegar em Aspen:

Você pode chegar de avião, ônibus, trem ou carro em Aspen.

  • De avião: o Aeroporto de Aspen (Aspen/Pitkin County Airport), com voos a partir de Denver, Dallas, Los Angeles, São Francisco, Chicago, Salt Lake City, Houston (pode ter mais alguma cidade). Mas para visitar no inverno, torna-se muito arriscado, pois quase sempre os voos que partem do aeroporto são cancelados (partida e chegada). Outro ponto negativo, é que os preços costumam ser mais salgados.

Mas uma boa alternativa é chegar de voo até Denver, alugar um carro e seguir por 198 milhas até Aspen (em torno de 3:30h) pela I-70 W e CO-82.

Há também a possibilidade de chegar pelo Aeroporto de Eagle (Eagle County Airport), que na verdade foi construído para servir a cidade de Vail. Mas ele também recebe voos de Denver, Dallas, Miami, Los Angeles, Atlanta, dentre outros. E de lá você também pode alugar um carro, e seguir até Aspen (72,8 milhas, em torno de 1:28h).

Mas quando buscava alternativas para chegar em Aspen/Vail, achei os alugueis de veículos mais caros em Eagle, do que se retirados no aeroporto de Denver. Os voos também não são baratos, e ainda tem a questão dos cancelamentos em decorrência do tempo (quando no inverno).

Para acessar o site do Aeroporto de Eagle, clique AQUI.

  • De carro a partir de Colorado Springs, Denver ou Eagle: como falamos acima, você pode chegar de carro através dos aeroportos de Denver ou de Eagle. Como estávamos fazendo uma road trip, fomos meio ousados e chegamos a partir de Amarillo, no Texas. Mas não recomendo muito este trajeto não! Fizemos apenas por que amamos uma road trip, e isso, por si só, já é um anti-estresse e uma forma de curtimos a viagem, as paisagens, etc.

Mas contando que a maioria das pessoas vão ou a partir de Colorado Springs ou de Denver, a estrada é excelente, sem pedágios, com paisagens belíssimas! Os únicos contratempos são que elas podem ser fechadas em caso de muita neve ou avalanches, ou ainda tem a questão do tráfego intenso de veículos.

O que contei para vocês que foi meio tenso na nossa viagem foi que estávamos com medo de pegar alguma tempestade de neve durante o deslocamento (o que acaba sendo mais difícil e perigo dirigir), além da possibilidade de termos a estrada fechada por algum deslizamento ou até mesmo pela própria condição de risco da pista. O problema é que como a distância entre Amarillo e Vail era bem longa (526 milhas), acabamos pegando a parte mais tensa da viagem, que é depois de Denver, à noite, e o pior de tudo, com uma tempestade de neve.

Mas nada como a atenção e cuidado,

  • De trem a partir de Denver até Glenwood Springs, e depois ônibus até Aspen: a Amtrak realiza o trecho Denver até Glenwood Springs, em um trajeto belíssimo que dura em torno de 5:40h (a partir de 45 dólares o trecho). Depois é só seguir de ônibus até Aspen, em torno de 1h (ver BRT Aspen). A frequência é em torno de 12/15 minutos, e o valor é 7 dólares (Glenwood Springs/Aspen).

Onde ficar em Aspen:

Existem várias opções de hospedagem em Aspen. Mas temos o prazer de recomendar o Hotel Jerome, an Auberge Resort, o qual tivemos o prazer de nos hospedar e contamos tudo AQUI. O hotel é histórico, extremamente confortável, possui três restaurantes, queridinho de muitas celebridades, e além de tudo, tem excelente localização: ao lado de Aspen Mountain, das principais lojas de grife e restaurantes da cidade. O preço é um pouco salgado, mas vale cada centavo! Recomendo!

Quando visitar Aspen:

  • No verão:

Engana-se quem pensa que Aspen é apenas um destino de inverno. A cidade é cheia de atividades tanto no inverno quanto no verão, especialmente para os amantes de atividades ao ar livre, ou aproveitar para curtir a estrutura incrível dos hotéis, ou apenas aproveitar da gastronomia impecável da cidade.

De maio a outubro, começo de novembro, por exemplo, você pode fazer a Independence Pass, que é uma estrada incrível que corta as montanhas rochosas do Colorado, entre Twin Lakes e Aspen. Ela atinge uma elevação de 3.687m, o que a torna a estrada mais elevada do Colorado.

Durante o verão, a cidade fica mais vazia, os hotéis com diárias mais em conta, mas mesmo assim, a cidade tem muitas atividades para serem feitas durante este período.

A temporada de verão, geralmente vai do meio de junho até começo de setembro. Para ver a data exata da temporada do verão, veja no site de Aspen Snowmass.

  • No inverno:

Já no inverno, Aspen fica muito mais cheia e consequentemente, muito mais cara. Mas é uma época maravilhosamente linda, e acredito que seja o desejo de muita gente visitá-la durante este período.

Mas afinal quando ver neve em Aspen? Apesar de termos visitado a cidade em janeiro, não pegamos nenhum dia de neve (de dois), mesmo as montanhas já estando em pleno vapor para as atividades de inverno e a cidade coberta de neve dos dias anteriores. As temperaturas ficavam na casa dos -2C, e de manhã bem cedo estava sempre por volta dos -13C.

Ao que tudo indica a neve mais intensa deste ano foi nas últimas semanas de janeiro e fevereiro. A temporada de inverno vai do final de novembro ao começo de abril. Confira no site de Aspen Snowmass o período exato da temporada.

Quanto tempo ficar em Aspen?

Ficamos apenas dois dias, e foi muito pouco. Acredito que pelo menos três dias. Mas para aproveitar mesmo, esquiar, fazer outras atividades, de 5 a 7 dias.

Como se locomover em Aspen:

Como comentamos anteriormente, alugamos carro para fazer nossa viagem. Mas optamos por deixá-lo no estacionamento do nosso hotel (Hotel Jerome), e fazer nossas atividades a pé, ou através do próprio transporte público e gratuito entre as montanhas. Apesar do nosso hotel oferecer alguns deslocamentos (o ideal é perguntar se o seu hotel oferece este serviço).

Em Aspen Village, dá para fazer tudo a pé. Achamos bem tranquilo caminhar na vila. Mas para se locomover de uma montanha para a outra, apesar de Aspen ser uma cidade pequena, o melhor é utilizar o serviço gratuito de transportes. Trata-se de um ônibus que percorre as quatro montanhas, indicando a parada de cada uma delas.

É só perguntar aonde é o ponto de parada dos ônibus que levam até as outras montanhas, e ter atenção quanto ao seu ponto de parada. Para quem estiver com esqui ou snowboard, existe um local destinado para colocar os equipamentos fora do ônibus.

Montanhas de Aspen:

Aspen possui quatro montanhas: Aspen Mountain, Aspen Highlands, Buttermilk e Snowmass, conforme o mapa abaixo:

Mapa das montanhas de Aspen
Mapa das montanhas de Aspen

 

E as montanhas são diferentes entre si, com pistas para cada tipo de esquiador, e no mapa você pode ver as pistas pelas cores e legendas:

Easiest: para iniciantes

More Difficult: pista mais difícil (intermediária)

Most Difficult: pista bem mais difícil (para mais experientes)

Expert: para especialista (tipo eu! Só que não)

 

Agora vejam um pouco dos detalhes de cada uma delas.

Aspen Mountain:

Aspen Mountain é uma das montanhas de Aspen localizada em Aspen Village, aonde possui a maior quantidade de hotéis e restaurantes da Cidade. Não é o lugar recomendado para iniciantes, pois as pistas sinalizadas são as azuis e pretas, que são indicadas para esquiadores intermediário, experientes e especialistas.

Aspen Moutain possui 675 acres de terreno “esquíavel”, 76 pistas que somam ao todo 103 Km. Os lifts para subir em Aspen Mountain são: Silver Queen Gondola, 1 high-speed quad, 1 high-speend double, 2 quads, 3 doubles. Comprando o Lift ticket, você pode subir quantas vezes quiser em um dia, ou se comprar os passes, poderá subir quantas vezes quiser durante o período do passe.

O mapa das trilhas pode mudar a cada ano. Então, o ideal é conferir o mapa da temporada diretamente no site de Aspen Snowmass. O mapa da temperada 2017/2018 de Aspen está neste link. Ah! Tem o mapa da trilha no verão também.

Aspen Mountain é uma das mais fotogênicas que achei também. Isso por quê da vila, com aquelas casinhas lindas e cheia de neve, dá para as pistas.

Vila de Aspen, Colorado
Vila de Aspen, Colorado

Próximo a Aspen Mountain, você encontra o famoso Ajax Tavern (685 E Durant Ave, Aspen) bem conhecido para Après Ski, veja o menu clicando aqui. Também encontra o Element 47, o J-Bar (330 E Main St, Aspen) e a Creperie du Village Aspen (400 E Hopkins Ave, Aspen).

Informações básicas:

  • Escola de Esqui
  • Pistas: Azul e Pretas
  • Lift e Silver Queen Gôndola

Aspen Highlands

Vizinha à Aspen Mountain está localiza Aspen Highlands. Lá também, existem muitos condomínios e casas para locação. Mas possui pouca movimentação, e o Cloud Nine Alpine Bistrô é seu único restaurante. E para chegar lá, somente através do Lift do esqui ou de Snowcat (como aquelas escavadeiras que sobem a neve).

Aspen Highlands, Aspen
Aspen Highlands, Aspen

Não possui pistas para iniciantes, sendo que a maioria das pistas são para especialistas. A montanha possui 1040 acres, 144 pistas distribuídas em 135 km. Veja o mapa das pistas clicando aqui.

Informações básicas:

  • Lift
  • Snowcat
  • Pistas: azul e pretas

Buttermilk

É mundialmente conhecida por sediar os famosos Winter X-Games e o Red Bull Double Pipe, onde, por alguns dias, grandes esportistas parecem voar! Mas apesar de abrigar eventos tão importantes, a Buttermilk é uma montanha indicada para iniciantes, além de família com crianças. Com apenas 44 pistas, ao longo de 4,83 km, sendo que quase 40% é composto de pista verde, é a alegria para quem está aprendendo o esporte! Veja o mapa das pistas de Buttermilk clicando aqui.

Buttermilk, Aspen
Buttermilk, Aspen

Tem apenas um restaurante: o Cliffhouse. Dá para fazer trekking da base até o restaurante Cliffhouse, ou até mesmo para um pequenique.

Buttermilk, Aspen
Buttermilk, Aspen

Informações Básicas:

  • Lifts
  • Mesas de pequenique
  • Pistas: verde, azul e pretas

Snowmass

É a maior montanha de Aspen. Inclusive, tem aqueles que acreditam que dá para você ficar apenas lá durante toda a sua viagem. Mas eu discordo! Tem muita coisa para fazer e ver em Aspen, que vão bem além de Snowmass.

Snowmass Village, Aspen
Snowmass Village, Aspen

A Vila de Snowmass possui várias lojinhas e restaurantes. É a segunda maior concentração de hotéis e restaurantes de Aspen.

Mas qual o motivo de Snowmass ser tão famosa em Aspen? Pelo fato de que ela está localizada em um terreno de 3.332 acres, distribuídos em 96 pistas, ao longo de 241 km, sendo que apenas 5% delas é destinada aos iniciantes. Mesmo assim, é um excelente lugar para iniciar a prática do esporte. Vimos tantas, mas tantas crianças na montanha que ficamos impressionados (até com vergonha mesmo de ver a destreza daquelas crianças, enquanto eu andava quase que pisando em ovos para não me escorregar na neve).

As gôndolas de Snowmass chegam até o Elk Camp, que é um lugar super agradável para curtir a vibe da montanha.

Gôndola em Snowmass, Aspen
Gôndola em Snowmass, Aspen

Chegando até o Elk Camp, você pode esquiar ou fazer algumas das atividades disponíveis por lá, como Tubing, a recém-inaugurada Breathtaker Alpine Coaster, que nós adoramos, além de Snow Bike Tour.

Para ver o mapa das pistas de Snowmass, clique aqui.

Informações básicas:

Tickets para esqui e snowboard em Aspen:

Para esquiar ou praticar snowboard em Aspen, você vai precisar adquirir o Lift Ticket. Com o ticket, você pode subir as quatro montanhas de Aspen quantas vezes quiser, dentro do horário de funcionamento. Você pode comprar o ticket para apenas um dia, ou o passe para mais dias.

Não é um ticket barato! Mas vamos lembrar que o esqui é um esporte caro, e dá para entender o porquê quando se vê todo o cuidado que eles tem com as pistas, a quantidade de funcionários para te dar informações, auxiliá-los, etc.

Veja os valores clicando aqui.

Aluguel de roupa e equipamentos de esqui em Aspen:

Para quem não tem seus equipamentos de esqui e snowboard, além das roupas, pode alugar diretamente em Aspen. Pelo site de Aspen Snowmass, você pode adiantar o serviço. Senão, existem várias lojas ao longo de Aspen Mountain e Snowmass que alugam equipamentos e roupas.

Os hotéis também costumam alugar, como o que ficamos hospedados, o Hotel Jerome. O concierge do hotel até encaminha e-mail perguntando sobre seus números, etc. Mas acho que vale a pena alugar direto lá, pois, para quem não tem costume, pode acabar fazendo alguma coisa errada.

Para conferir o valor dos alugueis, clique aqui.

Aulas de esqui e snowboard

Para quem tiver interesse em fazer aula de esqui ou snowboard, pode comprar escolhendo pela montanha, por grupo, aulas privadas, por idade, etc. Para escolher o tipo de aula, clique aqui.

Outras atividades em Aspen

E engana-se totalmente quem acha que Aspen é uma cidade apenas para atividades de esqui e no inverno. A cidade tem muita atividade que vão além do esqui, e também para os meses fora do inverno. Nós, por exemplo, não esquiamos em Aspen. Mas aproveitamos cada segundo dos nossos dias, fazendo outras atividades.

Mas antes de falar sobre as atividades além do esqui, quero contar para vocês o porquê não esquiamos em Aspen. Ficamos apenas dois dias na cidade, o que foi pouco tempo. E o ideal, para quem não é experiente no esporte, é fazer uma aula de esqui, aproveitar para esquiar nos outros dias, e fazer as outras atividades. Se a gente fosse fazer aula de esqui em um dia, teríamos menos de meio dia para curtir as pistas no outro. Isso sem falar que não ia dar para conhecer nada. Então, optamos por não esquiar, conhecer a cidade, fazer alguma atividade, e voltar um dia com mais tempo (pelo menos uns 5 dias!).

  • Breathtaker Alpine Coaster: amamos esta atração em Aspen, que foi inaugurada agora em janeiro. Trata-se de uma montanha russa no alto da montanha em Snowmass, que parte de Elk Camp. O trajeto dura pouco mais de 2 minutos, e atinge uma velocidade de quase 45 km/h (28 milhas). O ingresso garante 2 horas de passe para andar quantas vezes quiser. O valor do ticket é de 49 dólares por pessoa, e o passe inclui o Tubing, e para comprar clique aqui.
Breathtaker Alpine Coaster, Aspen
Breathtaker Alpine Coaster, Aspen
Breathtaker Alpine Coaster, Aspen
Breathtaker Alpine Coaster, Aspen

Abaixo, assista à nossa experiência na Breathtaker Alpine Coaster:

 

  • Tubing: é você escorregar em boias por uma pista na neve. Fica ao lado da montanha russa e não é só a criançada que adora! O ticket de 49 dólares, incluiu 2 horas de acesso ilimitado tanto no Tubing quanto na Breathtaker Alpine Coaster. (Atração somente para o inverno, uma pessoa por boia, e altura mínima de 96 cm – 38 polegadas).
  • Snow Bike: outra atração recém inaugurada! O tour de bicicleta de neve dura em torno de 2 horas e meia, somente para maiores de 12 anos, e recomenda-se que tenha um pouco de experiência em esqui, apesar do instrutor repassar todas as informações necessárias antes de você descer a pista. Custa 99 dólares por pessoa.
  • ULLR Night: todas as sextas-feiras do inverno, à noite, acontece esta festa no Elk Camp para salvar aos deuses nórdicos. Você sobe a gôndola, e pode andar de montanha russa, tubing ou bicicleta de neve, ou apenas curtir uma fogueira com chocolate quente e marshmallows.
  • Snowmobile: a empresa T-Lazy 7 realiza alguns passeios diferentes de snowmobile, sendo que um deles tive muita vontade de fazer, que era o Maroon Bells Tour. Este lugar “Maroon Bells” é um dos lugares mais fotografados do Colorado, uma verdadeira maravilha e cartão postal! Não é um tour barato, como quase todas as atividades na neve, especialmente em Aspen. Mas vale muito a pena, e quero voltar para fazer! Valor: em torno de 350 dólares por pessoa, em snowmobile duplo.
  • Dog Sledding: são aqueles trenos conduzidos por cães geralmente da raça Husky Siberiano, que, apesar de ser um passeio controverso, onde existem apoiadores e ambientalistas severos que vão contra este tipo de passeio, há quem curte e queira fazer. A empresa Krabloonik realiza este passeio, que custa (a partir) de 345 dólares, bem próximo de Aspen.

Para ver as atividades de Verão em Aspen, clique aqui.

Après Ski em Aspen:

O Après Ski é um termo muito utilizado em estações de esqui. É o momento onde você curtir o “após esqui” em bares, pubs ou restaurantes. Existem inúmeros Après Ski em Aspen. Os que acabam sendo mais comentados e visitados são: Ajax Tavern, Elk Camp e J-Bar.

Mas no site do Aspen Snowmass, eles dão várias outras dicas também. Acesse aqui.

Onde comer em Aspen:

Como ficamos apenas dois dias em Aspen, não conseguimos visitar todos os restaurantes que gostaríamos. E, na verdade, gostamos tanto do ambiente do nosso hotel, que acabamos aproveitando bastante lá. Recomendo muito que conheçam o J-Bar do Hotel Jerome, conhecido pelo melhor Hambúrguer de Aspen, além de possuir um ambiente descontraído e uma vibe bem bacana. No Hotel Jerome, também tem o Prospect, um restaurante bem elegante, e a descolada Living Room. Para o Prospect, recomendado a reserva prévia. Demais, não é necessário, mas quase sempre está cheio e acaba sendo um pouco difícil localizar uma mesa.

Outro super famoso em Aspen, é o Element 47, do Little Nell. E uma dica de um restaurante bem romântico é a La Creperie Du Village, onde um delicioso fondue é servido. Em ambos é recomendado a reserva prévia.

Não deixem de passar no Rocky Mountain Chocolate Factory (401 E. Cooper Ave.), e prove o delicioso chocolate quente com marshmallow. E se tiver sorte, vai degustar um delicioso chocolate que acabou de ficar pronto.

Estas são as nossas dicas para visitar Aspen. Se tem alguma que não colocamos aqui, compartilhe conosco nos comentários abaixo. Gostaria de convidá-los para assistir ao vídeo abaixo:

 

Gostaríamos de agradecer ao apoio de Aspen Snowmass para visitar Aspen, e do Hotel Jerome por nos acomodar neste hotel tão incrível.

 

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Content is protected !!