Roteiro Locações Outlander, na Escócia

O sonho de qualquer fã é saber o endereço das locações de Outlander na Escócia e visitar todos eles! Neste post, coloquei a grande maioria deles… 

Atualizado em maio/2020

Quando visitei a Escócia pela primeira vez, em janeiro de 2017, nem passava pela minha cabeça assistir ao seriado Outlander que já era paixão de muitos fãs. Nesta época, me apaixonei pelo país, pelas suas belíssimas e dramáticas paisagens, sua história, sua cultura, seus costumes e a energia incrível que não consigo explicar, mas que me fez ficar conectada de uma forma indescritível.

Depois do meu retorno ao Brasil, eu tive a certeza absoluta de que voltaria em breve. E para minha surpresa, a maioria das pessoas que conheço e que já visitaram a Escócia dizem o mesmo sobre a energia e a paixão dificéis de se explicar pelo país.

E só depois de quase um ano e meio da minha  primeira viagem ao país, foi que sentei e consegui assistir as temporadas disponíveis de Outlander. Já tinha começado a assistir o seriado por outras vezes, mas não conseguia passar dos primeiros minutos – a história não me segurava. Eu heim?

Foi aí que descobri uma sociedade quase secreta dos apaixonados por Outlander que acabam vendo, revendo e revendo as temporadas já disponíveis por nem sei quantas vezes, e onde o amor pela Escócia só aumenta. Acho que todo fã de Outlander é apaixonado pela Escócia.

O turismo no país aumentou significativamente com a história de Outlander, que retrata o patriotismo dos escoceses, sua história, sua cultura, seus costumes e suas paisagens estonteantes. Inclusive, muitos dos outros lugares retratados no seriado, como a Carolina do Norte, da quarta e quinta temporadas, também foram gravadas na Escócia.

Durante nossa segunda viagem pelo país em outubro de 2019, tivemos a certeza absoluta de como o turismo mudo no país com a chegada do Seriado. Grande parte dos castelos que visitamos, possuía materiais/produtos da marca Outlander, como souvenirs, brasões de clãs, roupas, inclusive chalés na cor do tartan dos Frasers… mas infelizmente não são tão baratos em decorrência da nossa moeda desvalorizada. Um chale, por exemplo, custava em torno de 40 Libras.

E como tanta gente planeja visitar ao país, mais especificamente para visitar as locações de Outlander,  decidi compartilhar algumas informações essenciais para quem pretende fazer esta viagem, além de um roteiro das locações de Outlander na Escócia.

Para ver o post completo com nosso roteiro de 15 dias pela Escócia, clique aqui.

Mas antes, saiba algumas informações importantes sobre a Escócia.

Como ir para a Escócia:

Geralmente, os voos para a Escócia (Edimburgo ou Glasgow) são mais caros, vez que ainda não existem voos diretos a partir do Brasil. Por outro lado, você ainda não encontra com tanta facilidade promoções de passagens aéreas para o destino (infelizmente). Então, por este motivo, minha sugestão é comprar a passagem para Londres, e de lá seguir para Edimburgo de trem (em torno de 4:30h). Abaixo, algumas das cias aéreas que operam do Brasil para Londres:

  • Via TAP Airlines – mediante conexão em Lisboa;
  • Via LATAM Airlines – em voos diretos para Londres a partir de São Paulo;
  • Via British Airways: em voos diretos para Londres a partir de São Paulo;
  • Via Norwegian Air: uma low-cost que oferece voos a partir do Rio de Janeiro para Londres com excelentes preços. Só tem que ficar ligado na questão da bagagem.

Para comprar os tickets de trem, de Londres a Edimburgo, sugiro o site da National Rail. Eu gosto muito da Virgin Train, mas nas últimas pesquisas que realizei constou uma informação de que o serviço não está disponível para minha região. Mas o importante é comprar o ticket com antecedência para não sair mais caro.

Quando ir à Escócia:

Para fins de clima e tempo, a Escócia é um pouco incerta. É comum você ouvir que quase todas as estações (ou todas) pode se fazer presente em um único dia. Eu nunca presenciei isso. Mas muitos insistem em dizer que isso acontece e até compartilham algumas fotos na tentativa de comprovar.

Eu acho complicado dizer quando viajar a um país, pois há quem goste de verão, enquanto há quem gosta de inverno, outono ou primavera.

Estive na Escócia por duas vezes, sendo que a primeira vez foi na segunda quinzena de janeiro (2017), e os dias estavam frios (mas nada que fosse insuportável), tivemos um dia incrível de sol, mas também tivemos dias nublados e com chuva. Já na segunda-vez que estivemos em outubro/2019, também estava frio, pegamos chuva na Ilha de Skye e por um dia em Edimburgo. Teve até um dia que estávamos nas Highlands, mais precisamente em Fort Willian, e chegou a nevar nos pontos mais altos. Bem, posso dizer que tivemos muita sorte, pois os dias estavam lindos! Céu azul sem nenhuma nuvem, mas frio para usar casaco.

O diferencial da segunda época que fui foi que as cores do outono estavam belíssimas!

Mas se puder escolher uma data, a partir de abril até setembro, os dias serão mais longos, pelo fato de que o sol nasce mais cedo e se põe mais tarde (mas conta-se que existem muitos mosquitos perturbadores, especialmente na Ilha de Skye. Por outro lado, do final de outubro a fevereiro/março, os dias são mais curtos. Nas duas vezes que visitamos a Escócia, os dias estavam bem mais curtos. Então, acabou que aproveitamos muito pouco o país com a luz do dia.

Quanto às temperaturas na Escócia, durante o inverno fica entre -2ºC e 5ºC, e durante o verão, entre 15ºC e 20ºC. A Escócia geralmente é um país mais frio, especialmente as Highlands.

Os meses de abril a setembro são mais consistentes com relação às chuvas (o que não significa que não choverá). A partir de outubro até o mês de março, as chuvas são mais constantes. Mas é importante frisar novamente que a Escócia é muito instável no que se ferente ao clima e tempo.

Quanto às questões de festivais, durante quase todo o mês de agosto, na Escócia, acontece o The Royal Edinburgh Military Tattoo, que deixa a cidade de Edimburgo lotada e tudo fica bem mais caro, especialmente os hotéis (apesar de seu um festival BELÍSSIMO). Já em dezembro, acontece o Hogmanay – a festa de ano novo que dura três dias (30 de dezembro a 01 de janeiro) e tudo fica bem mais caro também.

Durante os meses de inverno, alguns castelos e algumas atrações ficam fechadas ou encerram mais cedo. O ideal é verificar a data de fechamento das atrações que pretende visitar com antecedência para não perder a caminhada ou ficar desapontado.

Quanto tempo ficar na Escócia:

Depende muito do que você pretende visitar. Mas se é a sua primeira vez no país e pretende conhecer algumas das locações importantes de Outlander, sugiro que fique de 7 a 10 dias.

Quanto custa viajar para a Escócia:

Infelizmente não é barato. Na primeira vez que fomos, em 2017, como ficamos pouco tempo, não foi tão caro como na última viagem em 2019. Uma viagem para 15 dias no país, para um casal, incluso passagem aérea, deslocamento de trem, hotéis, aluguel de carro, combustível, visitas a pontos turísticos e refeições (isso contanto com hospedagens confortáveis, de simples a intermediário) fica em torno de 10 mil a 12 mil por pessoa. Acredito que possa se preparar para bem mais que isso, devido ao Real estar cada vez mais desvalorizado. Não é o país que é caro. É o Real que é desvalorizado 🙁

Como se locomover na Escócia:

Apesar do sistema de transporte público da Escócia ser bem amplo, veja o mapa das rotas e meios de transporte clicando AQUI, eu prefiro fazer a viagem de carro.

Entretanto, a Escócia adota a mão inglesa de direção, mas isso não é um bicho de sete cabeças! Nosso cérebro é tão fantástico que muito rápido ele acostuma com esta inversão, e dirigir por aquelas estradas lindas será surpreendentemente fácil! Além das paisagens incríveis, você terá muito mais liberdade para se locomover e consequentemente para curtir os lugares.

Agora se você não se sente muito a vontade em dirigir na mão inglesa, e se vai ficar somente nas principais cidades, já que a maioria das pessoas visita apenas Edimburgo, as Highlands, Lago Ness e Inverness, talvez seja melhor utilizar das empresas que oferecem tour diário e do transporte público.

Informações básicas sobre a Escócia:

Língua: Inglês e Gaélico Escocês (mas não encontrei ninguém que falasse gaélico por lá… com exceção do brinde no dia do nosso casamento “slangevar”, que é nada mais nada menos que cheers ou nosso “saúde”.

Moeda: Libra Esterlina e Libra Escocesa. Mas como a maioria das pessoas visita a Inglaterra na mesma viagem, então pode levar apenas a Libra Esterlina.

Fuso horário: +3h em relação à Brasília (sem o horário de verão). Para acompanhar o horário em tempo real na Escócia, o horário do nascer e pôr do sol, clique AQUI.

Visto: como esta questão está sendo muito discutida, veja todas as informações atualizadas sobre vistos do Reino Unido, clicando AQUI.

Compras: turistas que não sejam da UE possuem isenção de 20% sobre o VAT – Imposto sobre Valor Agregado, que incide sobre a maioria dos bens e serviços, exceto alimentação, livros e roupas infantis. Veja as informações oficiais sobre a isenção do VAT clicando neste site.

Roteiro das locações de Outlander na Escócia: 

A grande maioria das locações de Outlander foi realizada na Escócia. Então, mesmo alguns destinos relatados fora da Escócia (como a quarta temporada que se passa na Carolina do Norte, EUA) também foram gravados em terras escocesas – para a nossa alegria.

Neste post, compartilho a lista das locações de Outlander na Escócia, onde dividi e agrupei em uma mesma região, vinculadas às principais cidades.

Atenção: pode conter S P O I L E R 

Locações de Outlander em Edimburgo:

Bakehouse Close, Edimburgo, Reino Unido: locação escolhida para relatar o Carfax Close, que foi o local da gráfica de A. Malcolm na Terceira Temporada. Veja a localização no Mapa. Valor da visita: gratuita.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Craigmillar Castle, (endereço: Craigmillar Castle Road, Edimburgo, Reino Unido): são ruínas de um castelo utilizadas para retratar a Prisão de Ardsmuir, que apareceu na Terceira Temporada de Outlander como local onde os jacobitas (inclusive o Jamie) ficaram presos depois da Batalha de Culloden. Veja a localização no Mapa, para mais informações sobre o castelo clique aqui. Valor da visita: 6 Libras.

Tweeddale Court, Edinburgh, Reino Unido: utilizada na Terceira Temporada para relatar Edimburgo em 1760. Trata-se de uma rua histórica muito conservada na cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja a localização no Mapa.

Locações de Outlander próximo a Edimburgo:

Separei as locações por uma mesma região/direção. Não acredito que seja possível visitar todas as onze atrações no mesmo dia, até porque a maioria delas não retrata somente os cenários de Outlander, mas a história da Escócia que merece ser apreciada com mais tempo. Se você estiver com carro alugado, e seja favorecido por longos e belos dias durante o verão escocês, você pode até conseguir visitar todos, senão a maioria deles.

Hopetoun House, (Hopetoun House, South Queensferry EH30 9SL, Reino Unido): Hopetoun House foi utilizada como cenários para as temporadas 1, 2 e 3 de Outlander (casa do Duque de Sandringham, e os jardins da casa foi local do duelo entre o duque e o chefe do clã McDonald, tem também um patio que representou ruas em Paris, na temporada 2). Valor da visita: 10,50 Libras (Terreno e casa), 4,75 Libras (somente terreno). Fechado durante o inverno.

Midhope Castle (Midhope Castle, Abercorn, South Queensferry EH30 9SL, Reino Unido): ficou conhecido como Lallybroch, a casa dos Frasers durante a 1ª, 2ª, 3ª e 4ª Temporada. Midhope Castle remota ao século 15, e mesmo que seu exterior esteja aparentemente preservado, não é permitido visita em seu interior, por risco de desabamento. Valor da visita: é cobrada uma taxa de estacionamento no valor de 10 Libras por carro pequeno (até 7 lugares). Fechado para visitas no final de dezembro até o final de março (inverno). Compre o ticket de estacionamento no Farm Store, localizado a 5 minutos de Midhope Castle.

Locações Outlander na Escócia: Midhope Castle

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Estacionamento em Midhope Castle e local onde compramos os tickets de entrada:

Blackness Castle (Balckness Castle, Blackness, Linlithgow EH49 7NH, Reino Unido) foi utilizado na primeira temporada como Fort William, local onde Jamie foi chicoteado, e onde resgatada Claire das mãos de Black Jack Randall. Valor da visita: 6 Libras por adulto. Funcionamento: diariamente (com exceção dos dias 24 e 25/12, e 01 e 02/01), inverno possui horários diferentes para fechamento. Veja mais informações clicando AQUI.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Bo’ness and Kinneil Railway Station (localização Bo’ness and Kinneil Railway Station, Union St, Bo’ness EH51 9AQ, Reino Unido): é a estação de trem onde Frank se despede de Claire quando ela parte para a guerra. A cena aparece na Primeira Temporada.

Linlithgow Palace (localização Linlithgow Palace, Kirkgate, Linlithgow EH49 7AL, Reino Unido): utilizado com cenário para Wentworth, onde Jamie foi levado e violentado por Black Jack Randall. Apesar deste triste episódio relatado na série, as ruínas deste Palácio são muito famosas por ser o local de nascimento da Mary Queen, a rainha dos escoceses (quem também assistiu Reign?). Valor da visita: 6 Libras por adulto. Funcionamento: diariamente (com exceção dos dias 24 e 25/12, e 01 e 02/01), inverno possui horários diferentes para fechamento. Veja mais informações clicando AQUI.

Locações Outlander Escócia: Linlithgow Palace
Locações Outlander na Escócia: Linlithgow Palace

Beecraigs Country Park, Linlithgow EH49 6PL, Reino Unido: foi utilizado como cenário onde Claire e Jamie são separados durante uma tempestade, que foi relatado na Quarta Temporada. Veja a localização no mapa clicando AQUI.

Muiravonside Country Park (localização Muiravonside Country Park, The Loan, Whitecross EH49 6LW, Reino Unido): um dos cenários que representou a batalha de “Prestonpans”, durante a Segunda Temporada. Veja a localização clicando AQUI.

Gray Buchanan Park (localização Gray Buchanan Park, Polmont, Falkirk FK2 0XR, Reino Unido): local onde Jamie e Young Ian enterraram o conterrâneo Hayes, que foi enforcado no primeiro episódio da Quarta Temporada. Veja a localização clicando no mapa.

Callendar House (Localização: Callendar Rd, Falkirk FK1 1YR, Reino Unido): Callendar House está localizada no Callendar Park, que foi utilizada na segunda temporada de Outlander, onde Claire e Jamie encontram o Duque de Sandringham, e Murtagh cumpre uma promessa realizada em outrora. A casa tem uma grande importância histórica durante os levantes jacobita.

Callendar House está aberta de quarta a segunda-feira das 10h às 17h, e a cozinha georgiana está aberta para interpretação customizada aos sábados e domingos das 11h às 16h. A entrada é gratuita. Veja mais informações sobre Callendar House clicando AQUI.

Dunmore Park, Falkirk FK2 8LU, Reino Unido: cenário utilizado na primeira temporada quando Claire cuida dos feridos da segunda guerra mundial. Clique AQUI para ver o mapa.

Touch House (Touch Business Center): Touch House foi utilizado com “Culloden House”, o quartel-general de Bonnie Prince Charlie antes da iminente Batalha de Culloden, relatada durante a segunda temporada.

Já em outra região perto de Edimburgo:

Doune Castle (localização: Doune Castle, Castle Hill, Doune FK16 6EA, Reino Unido): foi cenário para relatar o Castelo Leoch, sede do Clã MacKenzie, na primeira temporada. A visita ao castelo custa 6 Libras por adulto, e o castelo funciona diariamente com exceção dos dias 24 e 25 de dezembro, além de 01 e 02 de janeiro, com horário de fechamento diferente para o verão e inverno. Confira todos os detalhes neste link.

Locações de Outlander na Escócia: Doune Castle

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deanston Distillery, Teith Road Deanston, Doune FK16 6AG, Reino Unido: aparece na segunda temporada para os armazéns de vinhos de Jared, primo de Jamie, no porto francês de Le Havre. E para os amantes de Whisky é possível fazer um tour a partir de 12 Libras por pessoa.

As locações abaixo já estão para outra direção mas que também é perto de Edimburgo:

Newhailes Mansion House: localizada em Musselburgh, perto de Edimburgo, foi utilizada para as gravações de quando Jamie se senta com o governador Tryon para discutir concessões de terras que mais tarde se tornariam Fraser´s Ridge, na Quarta Temporada. A visita custa 12 Libras por adulto, e para ver o horário das visitas clique AQUI.

Glencorse Old Kirk, (Glencorse Old Church, Nr. Edimburgo, EH26 0NZ ): tenho certeza de que este foi o episódio que a maioria dos fãs viu centenas de vezes e vai continuar assistindo. Glencorse Old Kirk foi, nada mais nada menos, que a pitoresca igrejinha do século XVII, onde Claire e Jamie se casaram e que foi retratado na Primeira Temporada da série.

Locações de Outlander na Escócia: Glencorse Old Kirk

A igreja fica em um propriedade privada, e para visitá-la, necessariamente, você deve pedir permissão para os proprietários. Mas para os mais ousados e sonhadores, é possível realizar casamentos na mesma igreja que Claire e Jamie se casaram! O site ainda não possui o certificado de segurança do Google (https) que certifica os sites com o httpS como seguro. Por isso quando você clica aparece como site inseguro e a navegação não confiável. Mas quem quiser acessar, clique AQUI.

Locações de Outlander na Escócia: Glencorse Old Kirk

Para ler todos os detalhes da nossa visita, clique aqui.

Locações de Outlander na Escócia: Glencorse Old Kirk

Para solicitar uma visita à propriedade, ligue ou escreva uma e-mail para os proprietários. Tel: – 01968 676 406 E-mail: – [email protected]

Roslin Glen Country Park, Roslin EH25 9PX, Reino Unido: foi neste parque que realizaram as gravações da cena onde Jamie discute com Claire, depois de resgatá-la de Black Jack Randall em Fort William. Para os fãs este também é um episódio muito especial de Outlander, pois foi o momento que Jamie teve a certeza de estar apaixonado por Claire. A visita ao parque é livre. Veja mais detalhes clicando AQUI.

Gosford House (localização Gosford House, Longniddry EH32 0PX, Reino Unido): foi utilizado como o estábulo no Palácio de Versalhes, em Paris, durante a segunda temporada de Outlander, quando Jamie analisa alguns cavalos para o Duque. Valor da visita: 8 Libras para adulto. Veja mais detalhes sobre a visita clicando aqui.

Preston Mill & Phantassie Doocot, Preston Road, East Linton EH40 3DS, Reino Unido: foi utilizado tanto para representar a corte, onde Claire e Geillis foram acusadas de feitiçaria e, mais tarde, na cena do moinho em Lallybroch. A visita custa 6,50 Libras por adulto. Veja mais detalhes clicando aqui.

E na última parte das locações de Outlander perto de Edimburgo:

West Kirk, UK, Reino Unido: são umas ruínas localizadas a caminho de Culross. As ruínas de West Kirk foram utilizadas como Black Kirk, na primeira temporada. Veja a localização clicando aqui.

Culross, Dunfermline, Reino Unido: Culross foi utilizada como Cranesmuir, a vila próxima do Castelo Leoch onde Claire encontra com Geillis e o padre Bain. A vila faz parte do National Trust for Scotland. As casas ao redor da praça foram pintadas de cinza, para representarem a época.

Locações de Outlander na Escócia: Culross
Locações de Outlander na Escócia: Culross

Estando em Culross, visite o Culross Palace – The National Trust for Scotland, Blair Castle, Culross, Dunfermline KY12 8JH, Reino Unido. Valor da visita 10,50 Libras por adulto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em Culross, também está localizada a casa de Laoghaire na 4a Temporada. Ao descer da praça, onde o menino teve sua orelha presa por punição (ainda na 1a temporada), você encontrará a casa de Laoghaire.

Locações de Outlander na Escócia: Casa de Laoghaire em Culross

Aberdour Castle, Aberdour, Fife KY3 0SL, Reino Unido: utilizado na primeira temporada, mais especificamente no último episódio, como Abbey of Ste. Anne de Beaupre, no episódio onde Jamie se recupera depois dos últimos e dolorosos momentos que passou com “Black Jack”. O valor para visita é de 6 Libras por adulto, veja todos os detalhes clicando AQUI.

Locações de Outlander em Glasgow:

Já fiz um post específico sobre os cenários de Outlander em Glasgow, pois visitei muitos deles sem mesmo saber que faziam parte das locações de Outlander. Para ver o post completo clique AQUI.

O único lugar que não visitei em Glasgow, que foi utilizado como locação de Outlander foi Dowanhill St, Glasgow, Reino Unido: uma rua utilizada o local onde Claire e Frank Randall residiam em Boston.

Locações de Outlander próximo a Glasgow:

As locações abaixo são localizadas perto de Glasgow. Dividi pela proximidade dos locais:

Calderglen Country Park, East Kilbride, Glasgow G74 2HG, Reino Unido: trata-se de um parque rural onde parece ter sido gravado “Blood of My Blood”, na quarta temporada de Outlander, quando Jamie leva Willie para caçar.

Cumbernauld Glen Wildlife Reserve, Glasgow G67 3HX, Reino Unido: local onde foi construída a cabana de Jamie e Claire em Fraser´s Ridge.

Wardpark Film and Television Studios, Wyndford Rd, Cumbernauld, Glasgow G68 0BA, Reino Unido – estúdio das gravações de Outlander na Escócia.

Torbrex Farm, Torbrex Farm, Greengairs, Airdrie, Reino Unido: foi utilizada para também recriar a Batalha de Prestonpans. Veja no mapa clicando AQUI.

The Devil’s Pulpit, A809 Dumgoyne, Glasgow G63 9QL, Reino Unido: foi utilizado como a Fonte do Mentiroso, onde Dougal pergunta a Claire se ela é espiã antes dela tomar da água que imediatamente condenaria um mentiroso.

Hunterston House Approach, Hunterston, West Kilbride KA23 9FF, Reino Unido: uma mansão utilizada para locações de filmes. Em Outlander, foi utilizada com a Reitoria do Reverendo Wakefield.

Dean Castle Country Park, Dean Rd, Kilmarnock KA3 1XB, Reino Unido: foi utilizado para retratar a casa do avô de Jamie, Lord Lovat de Fraser. Está atualmente fechado, passando por reformas. Acompanhe o andamento da reforma e abertura clicando aqui.

Troon Beach, St Meddans, Troon KA10 6JU, Reino Unido: cenas finais da primeira temporada, quando Jamie, Claire e Murtagh deixam a Escócia com destino a França.

Dunure Harbour, perto de Dunure Castle: Esta pequena aldeia, na costa oeste da Escócia, foi utilizada na terceira e na quarta temporada quando Brianna se despede de seu tio Ian para navegar para as Américas.

Drumlanrig Castle, Thornhill, Dumfries & Galloway DG3 4AQ, Reino Unido: utilizado com a residência de Duque de Sandringham, no episódio em que Claire, Jamie e Murtagh confrontavam o duque na cozinha. O valor da visita é de 6 Libras por adulto. Confira mais informações clicando aqui.

Locações de Outlander próximo de Perth:

Kinloch Rannoch, Pitlochry PH16 5PP, Reino Unido – (Craigh na Dun): local do tão famoso círculo de pedras que lança Claire ao ano de 1743, na primeira temporada. Mas trata-se apenas de uma colina, pois as pedras foram construídas para serem utilizadas em Outlander. Importante dizer que na Escócia existem inúmeros círculos de pedra que traduzem a crença do antigo povo que ali viveu.

Tibbermore Church: Almondbank Tibbermore (St Serfs) Parish Church, 8 Bridgeton Brae, Almondbank, Perth PH1 3JZ, Reino Unido: foi a igreja que representou o “tribunal” usado no julgamento de Claire e Geillis por suposta bruxaria.

Falkland, Cupar, Reino Unido, cidade utilizada como a antiga Inverness, na época de Claire e Frank. E ainda, para os interessados, tem a oportunidade de se hospedar no Covenanter Hotel, o hotel onde o “fantasma de Jamie” viu Claire pentear os cabelos perante a penteadeira.

Locações de Outlander na Escócia: Falkaland

Falkland Palace (Palácio de Falkland, East Port, Falkland, Cupar KY15 7DA, Reino Unido):  foi utilizado como o boticário onde Claire comprou remédios para ajudar no tratamento de Alex Randall.

Locações de Outlander na Escócia: Falkaland

Dysart Harbour, Dysart, Kirkcaldy KY1 2TQ, Reino Unido: o porto da cidade foi utilizado para representar Le Havre, na França, local que Claire, Jamie e Murtagh chegam depois que fogem da Escócia, no começo da segunda temporada.

Drummond Castle Gardens: Drummond Castle, Crieff PH7 4HZ, Reino Unido: os jardins do castelo foram utilizados como os Jardins de Versalhes. Valor da visita 6 Libras por adulto. Veja todas informações clicando aqui. Compre online ingressos antecipadamente com desconto, clicando aqui.

Tullibardine Chapel, Auchterarder PH3 1NU, Reino Unido: a capela de 1500 que sobreviveu à Reforma Protestante foi usada para Jamie, Claire e outros jacobitas para se esconderem dos “casacas vermelhas”, antes de Claire ser entregue como suposta prisioneira dos escoceses para salvar o grupo. A visita é gratuita.

Locações de Outlander nas Highlands:

Glencoe: talvez seja uma das locações mais marcantes de Outlander, já que aparece na abertura do seriado. Glencoe é quase a porta de entrada para as Highlands, e um dos lugares mais lindos e dramáticos que já vi.

Locações de Outlander na Escócia: Glencoe

Highland Folk Museum, Aultlarie Croft, Kingussie Rd, Newtonmore PH20 1AY, Reino Unido: a vila do museu foi utilizada para representar a aldeia de onde Dougal e o grupo coletou rendas para o clã Mackenzie. Fica fechado durante o inverno. Confira mais informações sobre o museu clicando aqui.

Culloden Moor, Inverness IV2 5ES, Reino Unido: talvez seja um dos pontos mais tristes de Outlander, e que a gente sabe que é lado verdadeiro da história. Foi em Culloden Moor que forças do governo britânico enfrentaram o exército rebelde jacobita, que matou centenas de escoceses e pôs fim aos clãs e à cultura highlander. Posteriormente, pedras foram colocadas no local para homenagear e marcar as sepulturas dos membros dos clãs extintos. No local, é possível ver a pedra que representa os homens do verdadeiro Clã Fraser que lutaram na batalha. Valor da visita: 11 Libras por adulto, para o horário de funcionamento, clique AQUI.

Locações de Outlander na Escócia: Culloden Batlefield

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao lado de Culloden Batlefield fica a Clava Cairn, que é um complexo de cemitérios da Idade do Bronze bem preservado de túmulos em pedras, além das pedras em pé que vimos no seriado. Mas não foi lá que foi gravado o seriado, como disse mais acima. Mas é um circulo original de pedras, que é a melhor oportunidade para todos verem de perto isso.

Locações de Outlander na Escócia: Clava Cairns – como no circulo de pedras
Locações de Outlander na Escócia: Clava Cairns – como no circulo de pedras
Locações de Outlander na Escócia: Clava Cairns – como no circulo de pedras

Esta é a lista da grande maioria das locações de Outlander na Escócia. Vou tentar atualizar na medida do possível com outras locações que forem surgindo.

E você? Já conheceu a Escócia ou pretende conhecer futuramente? E se visitou algum ponto importante nas locações de Outlander, deixe nos comentários que será muito bem-vindo para o FANDOM Outlander!

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

16 thoughts on “Roteiro Locações Outlander, na Escócia

  • 13 de julho de 2020 em 15:31
    Permalink

    Olá!!!

    Estou surtada com a riqueza de detalhes!

    Estarei indo esse ano e com toda certeza irei me guiar pelo seu INCRÍVEL artigo!

    Obrigadaaaa!

    Resposta
    • 11 de agosto de 2020 em 20:53
      Permalink

      Oi, Fabi!
      Que coisa boa saber que gostou do post e te ajudará de alguma forma!
      Depois conte sobre a viagem!
      Beijos,
      Fabi

      Resposta
  • 26 de maio de 2020 em 00:29
    Permalink

    Olá Fabiane!
    Excelente texto, rico em detalhes, com este roteiro não precisa nem de guia, rs
    Terminei de assistir ontem de madrugada a 4ª temporada de Outlander, já quero assistir a 5ª rs. Gosto muito dessa série e ao fazer uma pesquisa dos lugares me deparei com o seu blog, e tenho a dizer que amei.
    Parabéns e muito obrigada!!

    Beijo

    Resposta
    • 7 de junho de 2020 em 17:53
      Permalink

      Oi, Helena!
      Eu amo Outlander!
      Quando visitei a Escócia pela primeira vez, eu nem conhecia o seriado.
      Mas depois que assistir, já voltei e até nos casamos lá!
      Que bom que gostou do post!
      Beijos,
      Fabi

      Resposta
  • 23 de maio de 2020 em 21:59
    Permalink

    Artigo perfeito! Obrigada pelas informaçõles

    Resposta
  • 18 de abril de 2020 em 21:43
    Permalink

    Simplesmente amei o roteiro, muito obrigada por compartilhar! Quantos dias você sugere para conhecer tudo? Uma ideia de investimento?

    Resposta
    • 7 de junho de 2020 em 19:44
      Permalink

      Oi, Fernanda!
      Que bom que gostou!
      Para este roteiro de 15 dias que fizemos na Escócia, em torno de 10 a 12 mil.
      Mas só para visitar as atrações, que sugiro uns 7 dias, deve ser algo em torno de 8 mil, economizando bastante!

      Resposta
  • 7 de dezembro de 2019 em 01:46
    Permalink

    Nossa estou impressionada…. maravilhoso esse artigo, realmente encantada. Pra quem não fala inglês tem alguma chance de conseguir se virar na Escócia?

    Resposta
  • 4 de novembro de 2019 em 17:14
    Permalink

    Muito bom seu artigo. Vamos lá no fim desse mês fazer parte desse roteiro. Pode nos seguir pelo instagram @vipturismoparis. Obrigada!

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 12:47
    Permalink

    Otimo artigo Fabiane!!!
    Muito obrigada.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »