O Gaveto: o melhor lugar para comer peixes e frutos do mar frescos (Matosinhos)

Todas as refeições que tivemos durante nossa press trip #Douro15, em Portugal, foram maravilhosas! A cada vez que escrevo um post, relembro sobre aquele determinado momento e penso: “foi a melhor comida da nossa viagem!”. Mas não tem como dizer qual foi a melhor! A Gastronomia Portuguesa é digna do nosso mais profundo respeito, e ir lá, experimentar seus sabores, significa voltar apaixonado para o Brasil! Já comentarmos anteriormente que a ideia que a maioria se tem de comida portuguesa é: bolinho de bacalhau, bacalhau do Porto e Pastéis de Belém. Engana-se que acredita que seja só isso! O Gaveto, por exemplo, é um maravilhoso restaurante de comida portuguesa a base de peixes e frutos do mar, que não pode ficar fora do seu roteiro!

O Gaveto

O O Gaveto, desde 1984, tornou-se referência na cidade, inclusive de turistas que estão em Porto, além dos próprios portugueses, é claro. O restaurante oferece diariamente peixes e mariscos frescos, combinados com um excelente atendimento e padrão de qualidade, com variedade de pratos, em um ambiente muito agradável.

Outra especialidade da casa: a Lampreia, que é um peixe de água doce, que não possui maxilar nem barbatanas e com corpo em forma de enguia. Confesso que não é um peixe bonito não! Mas, apesar de não termos experimentado, dizem ser uma iguaria em Portugal.

Quem não é fã de peixes e frutos do mar deve estar pensando “este restaurante não é para mim!” Afirmo que é sim! Confiram neste link os pratos do dia, que vão desde “cabrito assado na brasa”, a “bife frito”, “Costela Medinha assada no forno”, “arroz de pato à antiga” e muitos outros deliciosos pratos (outro bem famoso do lugar é o “arroz de mariscos“).

Nas fotos abaixo, podemos observar os aquários com os mariscos vivos, e mais abaixo, peixes bem frescos que o restaurante oferece. Vejam a guelra do peixe bem vermelha, que demonstra sua frescura. Talvez tenha sido pescado naquele mesmo dia, ou no máximo no dia anterior.

Localizado a aproximadamente 8 km de Porto (cerca de 13 minutos de carro), é um restaurante que merece ser incluído em seu roteiro em Portugal.

Endereço: Rua Roberto Inves, nº 826, Matosinhos, Portugal.

Nosso Almoço:

Estivemos no restaurante O Gaveto, a convite do IVDP para a press trip #Douro15. E neste mesmo dia, tivemos a presença de duas vinícolas, cujos vinhos foram servidos e harmonizados durante nosso almoço: Dalva/Ventozelo (Quinta do Ventozelo) e Vértice (seus representantes no quanto esquerdo e direito da foto abaixo).

IMG_5057

A primeira entrada servida foi um Patê de caranguejo com torradas! Delicioso! E foi a primeira vez que comemos um patê de caranguejo! 🙂 Combinou perfeitamente com o espumante servido.

IMG_5059

Com as entradas, tomamos dois tipos de espumantes da Vértice: Vinho Espumante do Douro Vértice – DOC – Cuvée e Vinho Espumante do Douro Vértice – Chardonnay. Uma curiosidade que descobrimos lá em Portugal, foi que nenhum  espumante português pode ultrapassar o valor dos espumantes franceses. Isso é simplesmente para incentivar o consumo dos espumantes portugueses, que são excelentes! Este da Vértice, por exemplo, era delicioso!

IMG_5061

IMG_5065

A segunda entrada foi “Percebes e camarões da costa”. Percebes é um tipo de crustáceo muito comum na Espanha e em Portugal. A aparência dele é bem feia, meio pé de dinossauro, meio pé de elefante, e por dentro, algo parecido com uma “minhoquinha”, que é a parte comestível. Mas apesar da aparência meio estranha, percebes é muito saboroso! O preço deste prato costuma ser mais “salgado”, diante da dificuldade para removê-lo da natureza, já que ele fica nas rochas submersas nas marés altas.

IMG_5066

Na foto abaixo, o Fábio ensina como comer a carne do Percebes, que lembra bastante a forma que comemos o caranguejo:

Outro prato super famoso e procurado no restaurante O Gaveto: Amêijoa à bolhão pato. Amêijoa é um tipo de molusco, e neste prato, é feito com coentro, vinho branco, azeite e alho. Bem saboroso, também, e lembra o gosto de uma ostra. 🙂

IMG_5073

Depois serviram um pinot noir, que perdi a foto (na hora de baixar) e a anotação. Mas logo atualizo com a equipe e acrescento os dados do vinho.

O prato principal foi um Peixe Cobal grelhado, com batatas portuguesas e folhagem de nabo, harmonizado com o um Vinho Branco da Quinta do Ventozelo, 2014, casta Blend.

IMG_5077

IMG_5080

IMG_5078

E como Sobremesas, três tipos: pão de ló (também conhecido com torta de gemas, ou ovos), frutas e torta de amêndoas:

IMG_5466

As sobremesas foram servidas com dois deliciosos Vinhos do Porto Dalva: o primeiro, um Tawny de 10 anos, e o segundo, um Golden White de 1971. Este último, com aroma de figos macerados, verniz e noz-moscada, foi um vinho super especial, para fechar com chave de outro nosso almoço no O Gaveto.

IMG_5090

Agradecemos uma vez mais ao IVDP pelo convite para esta deliciosa press trip #Douro15, que tivemos o prazer de participar. Agradecemos, também, à equipe do O Gaveto, do Dalva/Ventozelo (Quinta do Ventozelo) e Vértice

Vejam os demais post da nossa viagem aqui:

Fabiane Teixeira

Brasileira, Mineira de Belo Horizonte, 35 anos, conhece 38 países, é Advogada e Professora de Direito Civil, e nas horas vagas Viajante e Blogueira. Junto com meu Fábio vamos conhecer e te apresentar o mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Translate »
error: Content is protected !!